Domingo, 15 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Contador da empresa de energia Enron admite fraude e faz acordo com Justiça americana

x

quinta-feira, 29 de dezembro de 2005

Contador da empresa de energia Enron admite fraude e faz acordo com Justiça americana

O ex-chefe de contabilidade da empresa de energia Enron, que entrou em falência em 2001, fechou um acordo com a Justiça americana e deve passar a colaborar com as investigações sobre as fraudes que teriam sido cometidas pela companhia. Com o acordo, Richard Causey admitiu ser culpado por uma das 34 infrações relacionadas às denúncias de fraude de que era acusado e pode ser convocado para testemunhar contra outros executivos da Enron.

Isso significa que o contador deve cumprir uma pena bem menor do que se fosse condenado por todas as infrações de que era acusado.

Ao confessar apenas uma das infrações, Causey fica sujeito a uma setença de até sete anos de prisão e multa de US$ 1,25 milhão.

No entanto, se ficarem satisfeitos com a colaboração de Causey à Justiça, os promotores federais podem pedir que a sentença do contador seja reduzida para apenas cinco anos.

Julgamento

Causey deveria ser julgado no próximo dia 17, junto com o fundador da empresa, Kenneth Lay, e o ex-presidente da Enron, Jeffrey Skilling.

Após o anúncio do acordo, o início do julgamento foi adiado até o dia 30 de janeiro.

Causey era acusado de ser um dos arquitetos do esquema de balanços falsos de contabilidade que provocou a quebra de Enron e um prejuízo de bilhões de dólares.

Outro ex-chefe de finanças da Enron, Andrew Fastow, também já havia fechado um acordo com a promotoria, há dois anos, para ter sua pena reduzida.

Fastow admitiu a culpa por duas infrações relacionadas ao crime de conspiração e passou a colaborar com as investigações.

_________

Fonte: BBC Brasil

____________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes