Quinta-feira, 21 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Ministro Sálvio de Figueiredo despede-se do STJ

terça-feira, 7 de fevereiro de 2006


Ministro Sálvio de Figueiredo despede-se do STJ


Aos 66 anos de idade, o ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira acaba de deixar as funções de vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O jurista mineiro foi integrante do STJ desde o ano de 1989, logo após aprovada a Constituição Federal de 1988. Portaria assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi publicada no Diário Oficial da União no dia 1/2, formalizando a aposentadoria de Sálvio de Figueiredo.

Sálvio de Figueiredo é mineiro de Pedra Azul. Magistrado de carreira, ingressou na magistratura por meio de concurso público, em 1966. Desde então, foi titular em diversas comarcas mineiras, como Passa Tempo, Sacramento, Congonhas do Campo, Betim e Belo Horizonte. Sálvio de Figueiredo integrou o extinto Tribunal de Alçada de Minas Gerais entre 1979 e 1984 de onde saiu para assumir a função de desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Diretor da Escola Nacional da Magistratura por cinco gestões, Sálvio de Figueiredo é um dos idealizadores da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes, do TJMG.

A carreira no Judiciário prosseguiu no STJ, onde foi integrante da Quarta Turma e da Segunda Seção, assim como da Comissão de Regimento. Entre 2001 e 2003, foi ministro titular do Tribunal Superior Eleitoral e corregedor-geral da Justiça Eleitoral. Sálvio de Figueiredo Teixeira é doutor em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde também concluiu o bacharelado e a pós-graduação. Também atuou como professor, advogado, promotor de Justiça e jornalista.
_______________

Fonte: TJ/MG

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco

últimas quentes