Segunda-feira, 20 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Clínica de Direito dos Negócios da FGV DIREITO SP promove parceria com Georgetown University

Alunos da FGV DIREITO SP e da Georgetown se reuniram em 11 encontros e 5 negociações por vídeo ou teleconferência para estruturar o formato deste novo negócio.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Uma companhia farmacêutica multinacional (KJH Pharmaceutical Corporation) e uma companhia de agronegócio da África (Malundian Cassava Corporation), especializada no cultivo de mandioca, estão interessadas em trabalhar em conjunto para explorar uma nova tecnologia para esse cultivo.

Como essas negociações ocorrem? Que aspectos são explorados durante as negociações? Qual o formato jurídico mais adequado para que esta parceria seja um sucesso?

Poderiam ser duas companhias reais, porém as duas empresas são fictícias. E a grande inovação da Clínica de Direito dos Negócios da FGV DIREITO SP é que este trabalho foi feito, pela primeira vez, em parceria com uma universidade americana, a Georgetown University.

Por 6 meses, 10 alunos da FGV DIREITO SP e 16 alunos da Georgetown se reuniram em 11 encontros e 5 negociações por vídeo ou teleconferência para estruturar o formato deste novo negócio. Segundo Lie Uema do Carmo, professora da Clínica, "os alunos vivenciaram, de modo estruturado e realista, os processos de escolha do veículo societário e dos contratos que mais se adequavam aos interesses dos clientes, à luz do contexto jurídico, socioeconômico e negocial apresentado pelo caso". A professora destacou, ainda, "que o curso se revelou uma oportunidade excepcional de aprendizado não somente de direito societário e contratual, mas também de negociação", uma vez que os alunos, tal qual em uma negociação verídica, "foram rotineiramente desafiados a superar os obstáculos e a alcançar acordos satisfatórios com negociadores difíceis".

Para Juliana Saler, aluna da FGV DIREITO SP, a principal habilidade desenvolvida durante esta atividade foi a capacidade de ter frieza ao lidar com situações inesperadas e criar oportunidades em situações de crise. "Não obstante nós contarmos com um tempo prévio de preparações, as primeiras 5 sessões transcorreram com vários momentos de impasse, incompreensões, risos e até mesmo afronta. Chegamos a acreditar que não haveria acordo, o que acabou ocorrendo no final".

O caso foi elaborado pelo Prof. Jay Finkelstein, da American University , e aplicado mais de 10 vezes com alunos de diferentes universidades americanas (Stanford, Georgetown, Northwestern, Berkeley, University of Virginia, Hastings, American, and Washington & Lee) e uma universidade escocesa (University of Dundee). "Esta foi a primeira experiência com estudantes latino-americanos, o que trouxe uma perspectiva diferente e um novo estilo de negociação à mesa", informou Cassia Nakano Hirai, coordenadora-adjunta de prática jurídica e atividades complementares, responsável pela coordenação das clínicas. Mais informações sobre as clínicas, clique aqui.

___________

FUNDACAO GETULIO VARGAS

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes