Quarta-feira, 17 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Nota de repúdio

Comissão da Mulher Advogada da OAB repudia conduta do deputado Jair Bolsonaro

"É inadmissível que no século XXI tenhamos como representantes homens que incitam o crime e a violência contra a mulher."

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

A Comissão da Mulher Advogada da OAB emitiu nota de repúdio contra a recente e polêmica declaração do deputado Federal Jair Bolsonaro direcionada à deputada Maria do Rosário. Durante discurso no plenário da Câmara, o parlamentar teria dito à ex-ministra dos Direitos Humanos e sua desafeta: "Não te estupro porque você não merece".

"É inadmissível que no século XXI tenhamos como representantes homens que incitam o crime e a violência contra a mulher. Manifestamos nosso repúdio ao homem que se utilizando do poder que o povo lhe conferiu, viola a Constituição Federal, atentando contra a dignidade da pessoa humana!"

A secretária da comissão, Gislaine Caresia, considerou o pronunciamento significativo tendo em vista o momento, "em que os números de estupros no país chegam a números alarmantes e as nossas jovens dentro das universidades se encorajam a denunciar os estupros e nos dar a esperança que num futuro o estupro seja punido e visto como um crime repugnante e não um 'favor' que algumas mulheres 'fazem por merecer' e outras não".

"Nenhuma mulher merece o estupro!"

Confira a íntegra da nota abaixo.

_______________

NOTA DE REPÚDIO

As autoridades e a sociedade não podem se calar diante dos atos de agressão e desrespeito praticado na Câmara de Deputados através das manifestações do Sr. Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

É inadmissível que no século XXI tenhamos como representantes homens que incitam o crime e a violência contra a mulher.

Manifestamos nosso repúdio ao homem que se utilizando do poder que o povo lhe conferiu, viola a Constituição Federal, atentando contra a dignidade da pessoa humana!

O senhor deputado não somente infringiu normas de Ética e Decoro Parlamentar mas violentou à todas as mulheres brasileiras ao fazer explícita apologia ao estupro, crime hediondo que releva a mais cruel da violência machista, onde a mulher se submete a grande humilhação de não fazer as escolhas sobre o seu próprio corpo.

A Comissão Especial da Mulher Advogada não só repudia mas solicita providências urgentes para a responsabilização criminal e política deste Deputado, que não mais pode prosperar atuando em nome do povo, sob o manto da impunidade após a prática de atos gravíssimos!

A Comissão também parabeniza a OAB Nacional por ter proposto a adoção de medidas pelo Conselho nacional de diretos humanos, o que foi acolhido a unanimidade por aquele órgão.

Fernanda Marinela
Conselheira Federal e Presidente da Comissão Especial da Mulher Advogada

patrocínio

VIVO

últimas quentes