Sábado, 14 de dezembro de 2019

ISSN 1983-392X

Lula afronta Poderes

Para Lula só Deus impedirá êxito do país

quarta-feira, 25 de junho de 2003

Lula afronta Poderes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que não considera o Congresso Nacional nem o Poder Judiciário capazes de barrar as reformas constitucionais que pretende ver aprovadas. Em discurso de improviso na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), na véspera da marcha dos empresários em Brasília para pedir alterações na reforma tributária, Lula exaltou-se e afirmou que “só Deus” pode impedi-lo de levar o Brasil a ocupar um lugar de destaque.

“Pode ficar certo que não tem chuva, não tem geada, não tem terremoto, não tem cara feia, não tem Congresso Nacional, não tem Poder Judiciário. Só Deus será capaz de impedir que a gente faça esse país ocupar o lugar de destaque que ele nunca deveria ter deixado de ocupar”, disse o presidente.

Depois de afirmar que "a cada dia que passa, a cada dificuldade", ele se sente o "brasileiro mais otimista que esse país já teve", Lula afirmou, em tom exaltado: "Pode ficar certo que não tem chuva, não tem geada, não tem terremoto, não tem cara feia, não tem um Congresso Nacional, não tem um Poder Judiciário -só Deus será capaz de impedir que a gente faça esse país ocupar o lugar de destaque que ele nunca deveria ter deixado de ocupar. Eu acredito nisso e vou trabalhar para isso".

Juízes e promotores têm feito críticas às reformas da Previdência e até propuseram um sistema diferenciado para o Judiciário. No Congresso o governo, apesar de ter maioria, enfrenta resistência aos projetos, principalmente ao da Previdência.

Lula afirmou ainda que serão necessários sacrifícios de todos os setores para que o prometido "espetáculo" do crescimento ocorra.

"Nós sabemos as dificuldades. Mas sabemos também que se não houver determinação, eu diria que quase um trabalho de abnegação de todas as pessoas, a gente não consegue o intento", disse.

________________

 

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes