Sábado, 23 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Busato lamenta prisão do advogado Fábio Ferrário pela PF em AL, por ter orientado um cliente a não sofrer o constrangimento de retirar ele próprio de seu veículo adesivos de propaganda eleitoral

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006


Busato lamenta prisão do advogado Fábio Ferrário pela PF em AL, por ter orientado um cliente a não sofrer o constrangimento de retirar ele próprio de seu veículo adesivos de propaganda eleitoral


O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, protestou ontem (22) em entrevista coletiva, nesta capital, contra a prisão do advogado Fábio Ferrário pela Polícia Federal, por ter orientado um cliente a não sofrer o constrangimento de retirar ele próprio de seu veículo adesivos de propaganda eleitoral. "A postura da Polícia Federal foi uma agressão a todos os advogados brasileiros", afirmou Busato. "Eu também me considero atingido com a atitude de hoje da Polícia Federal e levarei o caso ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos".


A seguir, a íntegra das declarações do presidente nacional da OAB, Roberto Busato, em entrevista, sobre a prisão do advogado em Alagoas pela Polícia Federal:


"A postura da Polícia Federal nesse caso foi uma agressão a todos os advogados brasileiros. O advogado, no exercício da profissão, ele terá sempre da Ordem dos Advogados do Brasil, dentro do seu regular exercício profissional, o apoio incondicional. O advogado não infringiu qualquer disposição legal, muito pelo contrário, foi-lhe imposta uma humilhação à sua pessoa, ao seu grau – e atingindo seu grau atinge ao grau de todos. Portanto, eu me considero também atingido com a atitude de hoje da Polícia Federal e levarei o assunto ao ministro da Justiça, Mário Thomaz Bastos, pessoalmente, a respeito dos fatos. O Conselho Federal da OAB se colocou à disposição do presidente da Seccional da Ordem de Alagoas, Marcos Mello, para todas as medidas que possam ser intentadas em Brasília, em relação a tal ato. O advogado, enquanto profissional, representa a cidadania,e esse ataque atinge a cidadania de Alagoas, além de atingir a todos os advogados brasileiros".
__________________

Fonte: OAB

patrocínio

Bradesco

últimas quentes