Terça-feira, 21 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Desafetos

Collor critica atuação de Janot e o acusa de abuso de poder

Senador se pronunciou ontem, na tribuna do Senado, e reclamou de busca e apreensão em seu apartamento funcional.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

O senador Fernando Collor, denunciado pelo MPF na operação Lava Jato, usou da palavra na tribuna do Senado nesta segunda-feira, 24, para criticar a atuação do procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, acusando-o de cometer arbitrariedades e de abuso de poder.

"Por que não quiseram me ouvir? Por que não me deram a chance de explicações ainda no decorrer e nos autos das investigações? Como podem oferecer denúncia contra alguém sem ao menos ouvi-lo? Essa prática está dentro dos preceitos legais básicos do direito? Está dentro dos consagrados fundamentos da Justiça? Onde foi parar, neste caso, o direito de ampla defesa? Onde foi parar o contraditório? E a presunção de inocência?", reclamou o ex-presidente.

Busca e apreensão

Durante seu pronunciamento, Collor afirmou que, em cumprimento de busca e apreensão em seu apartamento funcional durante a operação Politeia, as autoridades não teriam apresentado mandado, incorrendo em ilegalidade.

O fato motivou manifestação da Polícia Legislativa do Senado contra a execução, no sentido de que deveria ter sido notificada, já que a resolução 40/14 dispõe que é de sua competência este tipo de ação.

Na ocasião, a PGR negou ter havido qualquer tipo de irregularidade da PF e afirmou ainda que a atuação da Polícia Legislativa se restringe às dependências da Casa e que os imóveis funcionais do Senado "não são considerados extensão das dependências da Casa Legislativa".

Palavrões

Da tribuna, Collor chegou a chamar Janot de "figura tosca", "sujeitinho à toa" e "fascista da pior extração". "Estamos diante de um sujeito ressacado, sem eira nem beira, que se intitula senhor do baraço e do cutelo. E que acha que tudo pode e tudo faz ao seu bel prazer, desconectando as instituições e esterilizando os poderes da República que garantem a nossa democracia."

Esta não é a primeira vez que o senador usa a tribuna para criticar o procurador-Geral. No começo deste mês, Collor usou um palavrão para se referir a Janot.

leia mais

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes