Terça-feira, 22 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Lava Jato

Residência de Cunha é alvo de busca e apreensão

Ação teve o aval do ministro Teori Zavascki, do STF.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta terça-feira, 15, mandado de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, em Brasília. Também foram alvo da operação Catilinárias - desdobramento da Lava Jato - endereços do deputado no Rio de Janeiro.

A ação foi solicitada pelo procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, e teve o aval do ministro Teori Zavascki, do STF. O objetivo da operação é o cumprimento de 53 mandados de busca e apreensão referentes a sete processos instaurados a partir de provas obtidas na Lava Jato.

As buscas ocorrem na residência de investigados, em seus endereços funcionais, sedes de empresas, em escritórios de advocacia e órgãos públicos. De acordo com a PF, as medidas têm como objetivo principal evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, também foram realizadas buscas nas residências do deputado Federal Aníbal Gomes e do senador Edison Lobão.

Acusações

O processo de investigação teve início a partir da citação de Cunha em depoimento do doleiro Alberto Youssef, que afirmou ter ajudado Julio Camargo, ex-consultor da Toyo Setal, a repassar propina para o deputado.

De acordo com Camargo, US$ 5 milhões foram pagos como suborno ao presidente da Câmara com a intenção de facilitar a assinatura de contratos de afretamento de navios-sonda entre a Samsung Heavy Industries e a Petrobras.

O esquema teria contado com a participação de Nestor Cerveró, ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Julio Camargo e o lobista Fernando Baiano.

Por ser detentor de foro privilegiado, as citações relacionadas a Cunha foram enviadas à PGR e deram origem ao inquérito contra o deputado.

  • Confira imagens da operação.


Fonte: Portal Metrópoles

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes