Quarta-feira, 17 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Lava Jato

Moro e advogado de Lula discutem em audiência

Juiz afirmou que defesa foi "inconveniente" em interrupções feitas durante depoimento de testemunha.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

O juiz Federal Sérgio Moro e o advogado Juarez Cirino dos Santos, um dos defensores de Luiz Inácio Lula da Silva, discutiram em mais uma audiência das testemunhas de acusação no processo em que o ex-presidente é réu na operação Lava Jato.

Assim como havia ocorrido nas primeiras oitivas da ação penal, Moro levantou o tom de voz diante de interrupções da defesa do ex-presidente ao longo do depoimento da engenheira da OAS Marilza da Silva Marques.

Veja abaixo o diálogo:

Santos: Fica o protesto aqui de novo, Excelência…

Moro: Doutor, o doutor está sendo inconveniente, doutor. Está sendo inconveniente…

Santos: Ele está pedindo a opinião da testemunha. A defesa não é inconveniente na medida em que estamos no exercício da ampla defesa.

Moro: Já foi indeferida sua questão, já foi indeferida sua questão, doutor.

Santos: Vocês não podem cassar a palavra da defesa.

Moro: Posso, doutor, por estar sendo inconveniente.

Santos: Não pode, porque estamos colocando uma questão muito importante, relevante. O procurador da República está pedindo a opinião da testemunha e ele não pode pedir a opinião da testemunha.

Moro: Doutor, o senhor está sendo inconveniente! Já foi indeferida sua questão, já está registrada e o senhor respeite o juízo!

Santos: Eu, mas escute, eu não respeito Vossa Excelência enquanto não me respeita como defensor do acusado!

Moro: O senhor respeite, o senhor respeite o juízo! Já foi indeferido.

Santos: Vossa Excelência tem que me respeitar como defensor do acusado, aí então Vossa Excelência tem o respeito que é devido a Vossa Excelência. Mas se Vossa Excelência atua aqui como acusador principal, Vossa Excelência perde todo o respeito.

Moro: Sua questão já foi indeferida, o senhor não tem a palavra. A senhora pode responder essa questão? Ela era tratada como uma adquirente em potencial ou uma pessoa para a qual o imóvel já tinha sido destinado?

Testemunha: Tratada como se o imóvel já tivesse sido destinado.

leia mais

patrocínio

VIVO

últimas quentes