Sábado, 20 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

TJ/MG manifesta apoio aos ministros do STJ acusados pela revista IstoÉ

X

sexta-feira, 21 de julho de 2006

"O Esquema Bertholdo"

TJ/MG manifesta apoio aos ministros do STJ acusados pela revista IstoÉ

 

O TJ/MG, por meio da Segunda Câmara Criminal, em sessão realizada ontem, 20/7, manifestou sua solidariedade aos ministros do STJ cujos nomes foram atingidos, segundo  Tribunal, de forma ignóbil e caluniosa, em reportagem intitulada “O Esquema Bertholdo”, publicada na revista “Isto É”, de 19 de julho corrente.

Dia 19/7, o presidente do TJ/MG, desembargador Hugo Bengtsson, já havia divulgado nota oficial em repúdio à mesma matéria: “O TJ/MG, por sua Presidência, vem de público manifestar sua solidariedade aos ministros do STJ cujos nomes foram leviana e infundadamente citados em reportagem da revista "Isto É". As notas oficiais divulgadas pela Presidência do próprio STJ e pela AMB - Associação dos Magistrados Brasileiros, em 17 e 18 do corrente, mostram, a toda evidência, o caráter de "denuncismo vazio" contido na referida reportagem, que o TJ/MG também firmemente repudia.”

Na 2ª Câmara Criminal, a manifestação de apoio veio pelas palavras do desembargador Joaquim Herculano Rodrigues, que lamentou a constatação de como parte da imprensa brasileira, “desprovida de ética jornalística, lança matérias atentatórias à dignidade e a honra das pessoas, sem o compromisso de divulgar a verdade dos fatos ou sequer de ouvir previamente os envolvidos”.

De acordo com Herculano Rodrigues, aqueles que conhecem os ministros citados repudiaram “a estória vestida com as cores da afronta”. “O ministro Paulo Gallotti é daquelas pessoas cujo padrão de dignidade serve de exemplo para nós. O ministro Paulo Medina é um magistrado que Minas tem orgulho de ter oferecido ao Brasil, para atuar, com destaque, no Tribunal da Federação. O ministro Felix Fischer constitui uma reserva moral do Judiciário brasileiro”, anotou.

O magistrado lamentou ainda que a reportagem atinja não somente os ministros do STJ, mas o Judiciário como poder e a magistratura como instituição. “A verdade nunca perece”, concluiu o desembargador.

O presidente da Segunda Câmara Criminal, desembargador Reynaldo Ximenes, ressaltou que essa manifestação representa todas as câmaras do TJ. O desembargador observou que “as infundadas acusações atingem figuras da magistratura que engrandecem o STJ e alcançam toda a magistratura brasileira”. Reynaldo Ximenes demonstrou seu apoio aos ministros e ao presidente do STJ, em reconhecimento aos seus trabalhos.

A OAB, através do advogado Luiz Carlos Parreiras Abritta, também aderiu à manifestação de apoio aos ministros. Lembrou que é irreparável a conduta honesta dos magistrados, “que sempre lutaram pela promoção máxima da justiça”.

A Associação dos Magistrados Brasileiros e a Procuradoria Geral de Justiça também se fizeram valer da manifestação para se solidarizarem com os ministros do STJ.

________________

patrocínio

VIVO

últimas quentes