Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Formação

Comunidade jurídica requer inclusão de disciplina de Direito Econômico nos cursos de graduação

Para os manifestantes, a disciplina é indispensável para a compreensão de outras áreas da profissão.

sábado, 25 de agosto de 2018

Juízes, advogados e professores de diversas universidades fizeram um manifesto pela indispensabilidade do Direito Econômico nos cursos de graduação em Direito no Brasil. O documento foi enviado ao CNE - Conselho Nacional de Educação.

t

De acordo com os manifestantes, a disciplina é essencial na compreensão do Direito Empresarial, Administrativo, Civil, Tributário e Constitucional; além de ser um assunto sempre cobrado nos concursos públicos, como da magistratura e do MPF.

No documento, eles citam inúmeros casos de judicialização que envolvem conflitos econômicos e que as decisões judiciais sobre as referidas matérias só podem ser tomadas com certeza e segurança por meio de profundo conhecimento técnico da área do Direito.  

"O Direito Econômico é indispensável, uma vez que é a única disciplina que possibilita estudar o tratamento jurídico de temas econômicos de forma holística, tais como: o abuso do poder econômico do Estado e dos particulares, concentração econômica, defesa do consumidor, agências reguladoras e os limites de sua atuação, planejamento público."

Leia a íntegra do manifesto.

leia mais

Direito Econômico na base curricular: este debate é de todos nós!

Giovani Clark, Gilberto Bercovici e Ana Maria Isar dos Santos Gomes

Direito e Economia: a importância da análise econômica do direito

Umberto Lucas de Oliveira Filho

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes