Segunda-feira, 19 de novembro de 2018

ISSN 1983-392X

Operação Capitu

Joesley Batista é preso em SP durante operação da PF

O empresário e mais outras três pessoas são investigados por participação em suposto esquema na Agricultura durante governo de Dilma Rousseff.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Na manhã desta sexta-feira, 9, a PF prendeu o vice-governador de MG, Antonio Andrade, os executivos da JBS Joesley Batista, Ricardo Saud e Demilton de Castro e o deputado João Magalhães.

Eles são alvos de uma operação que investiga um suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura e na Câmara dos Deputados durante o governo da presidente Dilma Rousseff, entre 2014 e 2015.

t

A ação da PF, batizada de operação Capitu, é um desdobramento da Lava Jato em Minas Gerais e teve origem na delação do doleiro Lucio Funaro, apontado como operador do MDB. Pelas investigações, a JBS teria pagado propina para políticos e dirigentes do Ministério da Agricultura em troca de medidas para beneficiar as empresas do grupo.

Vale lembrar que não é a primeira vez que Joesley Batista é preso. O empresário e o ex-executivo da J&F, Ricardo Saud,  já tinham sido presos e só foram liberados após uma delação premiada. A prisão se deu por conta depagamento de propina ao presidente Michel Temer por intermédio do ex-assessor especial Rodrigo Rocha Loures.

Os agentes cumprem 19 mandados de prisão temporária e 62 mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso.

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

VIVO
Advertisement

últimas quentes