Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Fatos novos

Lava Jato: Ex-secretário de Cabral é preso novamente

Além do ex-secretário da Casa Civil do Rio, Régis Fichtner, a PF também prendeu o coronel da Polícia Militar Fernando França Martins.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

A PF prendeu nesta sexta-feira, 15, o ex-secretário da Casa Civil do Rio, Régis Fichtner, da época do governo de Sérgio Cabral em nova fase da operação Lava Jato. O coronel da Polícia Militar, Fernando França Martins, também foi preso por ser apontado como operador de Fichtner em movimentação ilícita de dinheiro.

t

Régis Fichtner já havia sido preso em 2017 na operação C’est Fini, mas foi solto uma semana depois. Para os investigadores, Fichtner movimentou muito mais dinheiro do que o valor descoberto pela Lava Jato no RJ e que possibilitou a sua primeira prisão.

Na operação de hoje, o MPF aponta indícios de fatos novos na ocultação patrimônio pelo ex-secretário, além de indícios de sua atuação na destruição de provas. Com relação ao coronel, o parquet aponta que ele é o "homem da mala", suspeito de ser o responsável por recolher parte da propina recebida pelo ex-secretário. De acordo com as investigações, entre 2011 e 2012, o coronel teria entregado a Regis R$ 1,7 milhão.

"A manutenção de Régis Fichtner solto permitiria a dilapidação patrimonial, lavagem e ocultação de bens fruto de práticas criminosas", argumentam os procuradores da República integrantes da força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes