Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Absolvição

TJ/SP mantém absolvição de João Vaccari Neto no caso Bancoop

Ex-tesoureiro do PT já havia sido absolvido, mas MP/SP recorreu de decisão.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

A 16ª câmara Criminal do TJ/SP manteve a absolvição do ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores João Vaccari Neto no caso Bancoop. Ele havia sido acusado pelos crimes de estelionato, quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro em caso sobre o suposto uso da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo para beneficiar do partido em campanhas.

t

O MP/SP acusou Vaccari de cometer os crimes em 2010. Em 2016, o ex-tesoureiro do PT foi absolvido pelo juízo de 1º grau (processo 0017872-34.2007.8.26.0050). O MP/SP apelou da decisão, tentando revertê-la, no entanto, a 10ª câmara Criminal manteve a absolvição.

Nesta terça-feira, 19, ao julgar outro recurso do MP/SP, a 16ª câmara Criminal do TJ/SP negou, por unanimidade, provimento ao pedido do parquet. O colegiado também reconheceu a prescrição de alguns crimes.

Para o advogado Luiz Flávio Borges D’Urso, do escritório D'Urso e Borges Advogados Associados, que defende Vaccari na causa, “esta decisão unânime da 16. Câmara Criminal do TJSP, confirma o que o juízo de primeira instância já decidira, pela absolvição do Sr. Vaccari, à luz das provas que o inocentaram no caso Bancoop.

Segundo D'Urso, “trata-se de uma decisão justa, que mais uma vez, confirma que o Sr. Vaccari foi acusado injustamente pelo Ministério Público paulista”.

____________

leia mais

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes