Segunda-feira, 14 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Dano moral

Filho de Edir Macedo é condenado por humilhar massagista no Twitter

Massoterapeuta disse que foi alvo de ofensas e de palavras de baixo calão disparadas pelo jovem no Twitter, após uma sessão de massagem.

terça-feira, 17 de setembro de 2019

O juiz de Direito Marcelo Augusto Oliveira, da 41ª vara Cível de SP, condenou Moyses Macedo – filho do bispo Edir Macedo - a pagar R$ 40 mil, a título de dano moral, para uma massagista que prestava serviços na TV Record. O magistrado verificou que o jovem proferiu ofensas contra a mulher no Twitter.

t

Na ação, a massoterapeuta contou que, em uma das sessões de massagem que prestou ao jovem, teria sido xingada e humilhada por ele, com a posterior publicação de um tweet repleto de ofensas e de palavras de baixo calão.

Dano moral

Ao analisar o caso, o magistrado afirmou que só poderia julgar o caso com relação às publicações. O juiz constatou a veracidade das postagens em razão da ausência de negativa expressa do jovem sobre elas e da repercussão que ganhou a publicação nas mídias digitais.

Para ele, o autor se aproveitou de sua posição de superioridade hierárquica, já que é filho do dono da emissora, e “julgou-se no direito de fazer pouco da honradez da autora, diminuindo-a e menosprezando-a, em privado e em público, de forma ignóbil e abjeta, com a única finalidade de humilhá-la”, afirmou.

“É o bilinguis maledictus de que fala a Bíblia.”

Assim, julgou procedente a ação para condenar o jovem ao pagamento de R$ 40 mil para reparação dos danos morais.

Veja a íntegra da decisão.

leia mais

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes