Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Plenário

Senado rejeita reconduções de Lauro Nogueira e Dermeval Farias para CNMP

Ambos já votaram contra representações em desfavor de Deltan Dallagnol; votação no Senado foi nesta quarta-feira, 18.

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

O plenário do Senado rejeitou nesta quarta-feira, 18, as reconduções de Lauro Machado Nogueira e Dermeval Farias Gomes para o CNMP. No caso de Lauro, foram 36 votos contra a indicação, 24 favoráveis e 1 abstenção. Já Dermeval teve 33 votos contrários e 15 votos favoráveis.

 

t

Lauro Nogueira foi indicado pelo Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União, do qual já foi presidente. Foi tesoureiro da Associação Goiana do Ministério Público, entidade que também presidiu em duas ocasiões. Entre 2010 e 2012, exerceu a vice-presidência da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público.

Por sua vez, Dermeval foi indicado na vaga destinada a membros do MP/DFT, referente ao biênio 2019/21. É membro do MP/DF desde 2004 e tem experiência nas áreas de Júri, Criminal, Execução Penal, Fazenda Pública e Educação. Também integra o Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial e o Núcleo de Combate a Tortura daquela instituição.

Posicionamentos

Em abril, o CNMP determinou a abertura de PAD contra o procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa da Lava Jato. Na ocasião, Dermeval Farias e Lauro Nogueira votaram contra a abertura do procedimento.

Em setembro, em pedido feito ao conselho para que Dallagnol fosse afastado preventivamente, Farias e Nogueira também votaram contra.

As indicações de Nogueira e Farias já haviam sido aprovadas na CCJ do Senado.

leia mais

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes