Terça-feira, 16 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Guerra Publicitária

Cervejarias em pé de guerra

quinta-feira, 20 de novembro de 2003

Guerra publicitária

Continua a briga nas campanhas publicitárias das cervejarias. No dia 18/11, a AmBev conseguiu decisão judicial (7a vara cível do Rio) para retirar do ar a propaganda da Nova Schin, que tinha um teste cego, em que o ator bebia a cerveja de Itu e não queria provar outra.

Devido a isso, a empresa passou a veicular uma nova versão do anúncio "Teste cego", com o nome "Teste ceguíssimo". O anúncio mostra os rótulos das marcas concorrentes cobertos. Uma voz em off diz: "Como uma das marcas de cerveja reclamou do teste cego, resolvemos fazer o primeiro teste ceguíssimo da TV". O ator experimenta a Nova Schin e, ao aprovar a cerveja, a modelo mostra o rótulo. O anúncio termina dizendo "Comprovadíssimo. Aprovado também no teste ceguíssimo".

Agora, uma nova decisão da Justiça do Rio determinou ontem a suspensão imediata da veiculação dessa última propaganda. A juíza, Renata Raemy Rangel, aplicou multa de R$ 500 mil por desrespeito à primeira decisão.

Enquanto isso, outras marcas veiculam propagandas em resposta à Nova Schin. Veja abaixo um exemplo do que acontece na “Guerra publicitária” do mercado das cervejas:

___________________________

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes