Sexta-feira, 19 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Celso Lafer toma posse na ABL amanhã

O jurista Celso Lafer foi eleito, por unanimidade, para a cadeira n.º 14 da Academia Brasileira de Letras. A cadeira teve como primeiro ocupante o também jurista Clóvis Bevilaqua, que escolheu como patrono do assento Franklin Távora. A cadeira de n. 14 era ocupada, nos últimos 31 anos, pelo professor Miguel Reale.

quinta-feira, 30 de novembro de 2006


ABL

Celso Lafer toma posse na ABL amanhã

Amanhã, 1/12, às 21h, a Academia Brasileira de Letras realizará a cerimônia de posse do ilustre jurista Celso Lafer que será recebido pelo acadêmico Alberto Venancio Filho. O jurista Celso Lafer foi eleito, por unanimidade, para a cadeira n.º 14 da Academia Brasileira de Letras em 21 de julho deste ano e será o quinto ocupante da cadeira 14.

A cadeira teve como primeiro ocupante o também jurista Clóvis Bevilaqua, que escolheu como patrono do assento Franklin Távora. A cadeira de n. 14 era ocupada, nos últimos 31 anos, pelo professor Miguel Reale. E é, em verdade, a segunda vez que Celso Lafer ocupa a cadeira de Reale; nas Arcadas é também o sucessor de Miguel Reale na respeitada e importante cátedra de Filosofia do Direito.

Biografia

Celso Lafer nasceu em 7 de agosto de 1941 em São Paulo. É professor-titular do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da USP, na qual estudou (1960-1964) e leciona desde 1971. Obteve o seu PhD em Ciência Política na Universidade de Cornell, EUA, em 1970; a livre-docência em Direito Internacional Público na Faculdade de Direito da USP em 1977 e a titularidade em Filosofia do Direito em 1988. Foi Chefe do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da USP (1992-1995 e 2003-2005).

Foi Ministro de Estado das Relações Exteriores em 1992 e, nesta condição, Vice-Presidente ex-officio da Conferência da ONU sobre Meio-Ambiente e Desenvolvimento, a Rio-92. Na sua segunda gestão no Itamaraty (2001-2002) chefiou a delegação brasileira à Conferência Ministerial da OMC em Doha, que deu início à Rodada de Doha. Em 1999 foi Ministro de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. De 1995 a 1998 foi Embaixador, Chefe da Missão Permanente do Brasil junto às Nações Unidas e à Organização Mundial do Comércio em Genebra.

Em 1996 foi o Presidente do Órgão de Solução de Controvérsias da Organização Mundial do Comércio e, em 1997, foi Presidente do Conselho Geral da Organização Mundial do Comércio.

Presidiu na OMC, em 1998, o Panel: "India - Quantitative Restrictions on Imports of Agricultural, Textiles and Industrial Products".

É, atualmente, Presidente do Conselho Deliberativo do Museu Lasar Segall, co-editor, com Gilberto Dupas, da Revista Política Externa e Coordenador, desde junho de 2006, da Área de Concentração em Direitos Humanos da Faculdade de Direito da USP. Integra, desde 2003, o Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP. É, desde 2002, membro da Corte Permanente de Arbitragem Internacional de Haia. Doutor honoris causa da Universidade de Buenos Aires (2001) e da Universidade Nacional de Cordoba, Argentina (2002), recebeu, em 2001, o Prêmio Moinho Santista na área de Relações Internacionais. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências, eleito em 2004.

A Cadeira n.º 14

Franklin Távora

Franklin Távora (João F. da Silveira T.), advogado, jornalista, político, romancista, teatrólogo, nasceu em Baturité, CE, em 13 de janeiro de 1842, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 18 de agosto de 1888. É o patrono da Cadeira n. 14, por escolha do fundador Clóvis Beviláqua.

Clóvis Beviláqua

Fundador da Cadeira 14. Clóvis Beviláqua, jurista, magistrado, jornalista, professor, historiador e crítico, nasceu em Viçosa, CE, em 4 de outubro de 1859, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 26 de julho de 1944.

Antônio Carneiro Leão

Segundo ocupante da Cadeira 14, eleito em 30 de novembro de 1944, na sucessão de Clóvis Beviláqua e recebido pelo Acadêmico Barbosa Lima Sobrinho em 1º de setembro de 1945. Antônio Carneiro Leão, educador e ensaísta, nasceu em Recife, PE, em 2 de julho de 1887, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 31 de outubro de 1966.

Fernando de Azevedo

Terceiro ocupante da Cadeira 14, eleito em 10 de agosto de 1967, na sucessão de Antonio Carneiro Leão e recebido pelo Acadêmico Cassiano Ricardo em 24 de setembro de 1968. Fernando de Azevedo, professor, educador, crítico, ensaísta e sociólogo, nasceu em São Gonçalo do Sapucaí, MG, em 2 de abril de 1894, e faleceu em São Paulo, SP, em 18 de setembro de 1974.

Miguel Reale

Quarto ocupante da Cadeira nº 14, eleito em 16 de janeiro de 1975, na sucessão de Fernando de Azevedo e recebido em 21 de maio de 1975 pelo Acadêmico Cândido Mota Filho. Recebeu os Acadêmicos Pontes de Miranda e João de Scantimburgo. Miguel Reale nasceu em São Bento do Sapucaí, SP, em 6 de novembro de 1910 e faleceu na cidade de São Paulo em 14 de abril de 2006.

Celso Lafer

Quinto ocupante da cadeira 14, eleito em 21 de julho de 2006, na sucessão de Miguel Reale.

________________

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes