Domingo, 21 de abril de 2019

ISSN 1983-392X

Fundação Renascer e a Igreja Apostólica Renascer em Cristo divulgam nota de esclarecimento

x

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006


Nota

Fundação Renascer e a Igreja Apostólica Renascer esclarecem prisão de líderes da Igreja

No dia 29 de novembro, o juiz titular da 1ª Vara de Justiça Criminal de SP, Paulo Antônio Rossi, decretou a prisão preventiva dos fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Estevam Hernandes Filho, sua mulher, Sônia Haddad Moraes Hernandes, e outras três pessoas ligadas à denominação, os irmãos Antônio Carlos Ayres Abbud, Ricardo Abbud e Leonardo Abbud. O juiz decretou a prisão provisória do casal acatando pedido enviado em 17 de novembro pelos quatro promotores do Gaeco - Arthur Lemos, Eder Segura, Roberto Porto e José Reinaldo Carneiro.

O casal Hernandes não compareceu a uma audiência em que seriam confrontados com fiscais da Fazenda Estadual que rastrearam oito contas bancárias pelas quais passaram R$ 46 milhões nos últimos dois anos e dez empresas abertas no endereço da sede social da Igreja. Os promotores alegaram que, ao não ir à audiência, os réus colocaram em risco a aplicação da lei penal. O processo em tramitação na 1 ª Vara Criminal já havia resultado no bloqueio de bens e contas bancárias dos fundadores da Renascer.

Veja abaixo nota de esclarecimento divulgada pela Fundação Renascer e a Igreja Apostólica Renascer em Cristo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Fundação Renascer e a Igreja Apostólica Renascer em Cristo, representadas pelo seu corpo diretivo, vêm através desta nota demonstrar o seu veemente repúdio às denúncias veiculadas em recentes reportagens publicadas em alguns órgãos de imprensa de circulação nacional e, vêm esclarecer algumas questões envolvendo o apóstolo Estevam Hernandes e a bispa Sonia Hernandes.

A Fundação Renascer e a Igreja Apostólica Renascer em Cristo têm um amplo conjunto de serviços prestados à sociedade brasileira ao longo de mais de 20 anos de atuação.

Sempre focados na primícia de sua missão, têm se esmerado durante a sua existência em trabalhar para amenizar o sofrimento dos desamparados e menos favorecidos, por intermédio de inúmeras frentes de ação social, promovendo também restauração através dos ensinamentos das Escrituras Sagradas, graciosamente difundidos através dos quase mil e quinhentos templos espalhados pelo Brasil e exterior.

O resultado dessas mais de duas décadas de atividades pode ser facilmente aferido nos testemunhos de pessoas que puderam experimentar o resgate da dignidade humana, dos valores da família e do bem-estar espiritual. Incontáveis histórias de vidas completamente transformadas pelo poder da mensagem de boas novas de Cristo.

A Igreja Renascer vem à público, face às recentes notícias veiculadas pela mídia dando conta de um pedido de prisão do apóstolo Estevam e bispa Sonia, líderes de nossa Igreja, esclarecer que tal petição se deu em processo judicial, no qual foi decretado segredo de justiça, sendo essa prisão determinada pelo fato do apóstolo não ter comparecido em uma das audiências de instrução.

Essa ausência dada por motivo de força maior, ocorreu por ter, o apóstolo, sido acometido por um derrame ocular, diagnosticado e já tratado, o que o impediu de comparecer a esse ato processual como pretendia, por orientação médica e de seus advogados, visto que o quadro apresentado reclamava vários cuidados médicos e assistência pessoal da bispa Sonia.

O decreto de prisão não deve permanecer, posto que não atende o que determina a legislação brasileira, que prevê a ausência por força maior, sem ônus ou gravame processual para o acusado.

Assim, todas as medidas judiciais estão sendo tomadas para reverter essa ordem de prisão que acreditamos será revista em respeito à Lei e à confiança que depositamos na Justiça brasileira.

A Renascer em Cristo, como ficou popularmente conhecida, tem experimentado um tempo de impressionante expansão motivado principalmente pela entrega ilimitada, despojada e abnegada de seus líderes, que sem medir esforços optaram em servir ao propósito da propagação do evangelho no país.

Certos de terem feito a melhor escolha de suas vidas, reiteram o desejo que acalenta os seus dias e que funciona como mola propulsora das suas existências - o sonho de verem cumprida a profecia: “O Brasil será o maior país evangélico do mundo”.

______________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes