Domingo, 21 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Homenagem

Lula e FHC recebem prêmio em meio a farpas e elogios

terça-feira, 6 de janeiro de 2004

Lula e FHC recebem prêmio em meio a farpas e elogios

O primeiro encontro no Brasil entre o presidente Lula e o ex-presidente FHC, após a posse do petista em 2003, foi marcado por trocas de elogios e de algumas farpas. O encontro foi no Itamaraty onde Lula e FHC receberam o Prêmio Notre Dame 2003 pela atuação de ambos no período de transição de governo.

Tucano e petistas sentaram em lados opostos do auditório. FHC foi quem iniciou o discurso afirmando que fugiria do improviso para não se alongar. “Tentarei ser realmente breve e evitarei improvisos.” Já o presidente Lula começou sua fala afirmando que leria apenas a última frase do seu discurso escrito. “O ambiente é para falar de improviso”, justificou.

Tanto FHC quanto Lula louvaram o fato de a transição do governo passado para o atual ter contribuído para o fortalecimento das instituições do país e da consolidação da democracia. No entanto, FHC fez questão de citar que os principais problemas do país ainda não foram resolvidos.

O presidente Lula, que pelo protocolo foi o último a discursar, ressaltou o fato de ele e de FHC terem conseguido separar as disputas eleitorais das relações pessoais.

“Muitas vezes as pessoas confundem o calor de uma disputa política com disputas pessoais”, disse. “A transição, da forma como foi feita, foi uma espécie de aviso ao mundo sobre a nossa competência para exercer a democracia”, afirmou o petista.

O prêmio é concedido pela Universidade Notre Dame com apoio da Fundação Coca-Cola e do Instituto Kellogg. Lula e Fernando Henrique Cardoso receberam US$ 10 mil cada um e indicaram instituições para receber um prêmio de igual valor. Lula escolheu o Fome Zero, e FHC, a Comunitas, uma organização não-governamental fundada por sua mulher, Ruth Cardoso.

________________________

patrocínio

VIVO

últimas quentes