Sábado, 19 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Escritórios jurídicos entram na era da Gestão Estratégica

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

 

Tecnologia

Escritórios jurídicos entram na era da Gestão Estratégica

Para melhor utilizar as ferramentas de informática na gestão estratégica, a partir de uma visão mais abrangente e do aumento da eficiência, o escritório Castro, Barros, Sobral, Gomes - Advogados, um dos 10 maiores escritórios de advocacia do País, com 53 anos de fundação e 200 integrantes, vai investir, até o final do ano, cerca de R$ 300 mil em aprimoramento tecnológico.

A iniciativa não é isolada. A maior parte dos médios e grandes escritórios do País tem buscado implantar ferramentas técnicas para facilitar a gestão. Mais do que uma tendência, trata-se de uma questão de sobrevivência. A realidade exige por parte dos escritórios um posicionamento mais agressivo e eficaz nos mais diversos nichos. A formação das tradicionais “bancas de advogados”, por conta de laços de amizade, familiares ou de empatia, passa por transformações. O perfil do cliente tem mudado, exigindo, hoje, mais qualidade e especialização nos serviços jurídicos.

Bento Ribeiro, consultor em gestão para escritórios jurídicos, diz que a informatização liberará o advogado para atender mais casos e mais clientes. O barateamento do serviço possibilitará maior acesso aos profissionais. “Os custos mais baixos aumentam a competitividade entre escritórios de portes diferentes. Nada impede, por exemplo, que escritórios de vários Estados disputem o mesmo cliente. Este, por sua vez, exigirá maior presteza em relação aos serviços que contratar”, afirma.

O advogado Marcelo Freitas Pereira, sócio do Castro, Barros, Sobral, Gomes - Advogados, explica que o comportamento do cliente jurídico mudou. “Praticamente acabou a história de o cliente contratar um advogado, confiar no seu serviço e passar o resto da vida com ele. A competição está acirrada e para se diferenciar e continuar crescendo o escritório deve se adequar às novas exigências do cliente, principalmente às relacionadas à qualidade, agilidade e custo”, diz.

Tecnologia a favor da excelência

O advogado enfatiza que adotar estratégias de gestão constitui uma questão de sobrevivência. É importante, por exemplo, ter uma visão clara e afinada da gestão do cliente e de suas demandas. “Precisamos oferecer um serviço de excelência, em tempo hábil e com preço adequado à realidade de quem contrata”, completa. “A informatização precisa avançar. Ultrapassar a atual esfera do processamento de dados e contemplar às diversas necessidades táticas na prestação do serviço.”

Para dar este “salto” e obter uma visão mais sistêmica e transparente, o Castro, Barros, Sobral, Gomes - Advogados passa por completa revolução tecnológica. “A principal ferramenta dessa transição é um sistema chamado Law Office, que nos permite acompanhar de perto todos os procedimentos processuais. Na primeira fase da implantação, já observamos um considerável ganho em produtividade”, diz Marcelo.

De acordo com Freitas, ao final da implantação do novo modelo de gestão, os sócios terão uma visão mais clara sobre o acompanhamento dos serviços jurídicos, da área financeira ou mesmo da rotina dos profissionais. “Até o início de 2007, saberemos com mais segurança como o escritório arrecada, quanto cada profissional fatura, qual o tempo destinado a cada cliente, como os profissionais interagem com o escritório e se está havendo acompanhamento estratégico da clientela. Além disso, teremos aumentado a produtividade em função da economia de tempo que a tecnologia irá nos proporcionar.”

À moda antiga

Uma pesquisa encomendada pela Lawsoft Desenvolvimento de Sistemas em 2005 ao IMEP (Instituto de Marketing e Pesquisas), revelou nesse mesmo ano que, cerca de 46% dos escritórios de advocacia do Estado de São Paulo não possuíam qualquer tipo de informatização e os 54% que dela dispunham não atendiam às demandas necessárias. Os escritórios continuam a administrar os processos à moda antiga. A máquina de escrever deu lugar ao computador, que é subutilizado por falta de absorção de tecnologia voltada à gestão tecnológica. Eis um novo e lucrativo mercado a ser desbravado.

_________



________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes