Sexta-feira, 22 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Dólar fecha em alta

O mercado financeiro brasileiro

quinta-feira, 6 de maio de 2004

Dólar fecha em alta

O mercado financeiro brasileiro teve uma manhã de nervosismo e desvalorização. Os títulos da dívida externa caíram, o risco-país encostou nos 700 pontos e o dólar chegou a bater os R$ 3. No final da manhã a moeda subia 1,31%, a R$ 2,991 na compra e R$ 2,994 na venda. A Bovespa fechou em queda de 3,43%, com R$ 453,8 milhões negociados.

 

O ambiente político interno é de insegurança. A derrota do governo na proibição dos bingos foi mal recebida em todos os segmentos, por indicar desarticulação política. A discussão do salário mínimo pelos parlamentares da oposição também preocupa o mercado, que teme o risco de falta de governabilidade e excessiva interferência política em questões econômicas. A última vez que o dólar fechou acima de R$ 3 foi em agosto do ano passado. A cotação chegou a tocar os R$ 3 no final de fevereiro, mas não se sustentou.

Os pedidos de seguro-desemprego também caíram além das previsões e os números da produtividade não-agrícola mostraram aumento de 3,5% no primeiro trimestre. Outro fator de pressão é a alta do petróleo, agravada pelo temor de intensificação dos ataques terroristas pelo mundo.

Com o dólar a R$ 3, poucos negócios foram feitos hoje, já que a cotação atraiu um forte ingresso de recursos externos, vindos de exportações. Com as vendas externas, o Brasil registrou saldo cambial positivo em US$ 2,6 bilhões em abril.

________________ ...

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco

últimas quentes