Domingo, 19 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Operação Minotauro - MPF/SP e PF desbaratam quadrilha em Cumbica

X

quinta-feira, 27 de setembro de 2007


Operação Minotauro

MPF/SP e PF desbaratam quadrilha em Cumbica

A Polícia Federal prendeu na manhã de ontem, 26 de setembro, um auditor da Receita Federal em Guarulhos, sua ex-mulher e três funcionários e um diretor da Dufry do Brasil Duty Free Shop Ltda - empresa que explora lojas de produtos importados livres de impostos nos aeroportos internacionais brasileiros.

O sexteto operava um esquema em que o auditor recebia como propina mercadorias do depósito da empresa que sua ex-mulher revendia no interior do estado de São Paulo, informa o MP. Em troca dos produtos, o auditor fornecia o login e a senha de acesso ao sistema informatizado de fiscalização da Receita Federal. Com essas informações, funcionários da Dufry praticavam os atos de fiscalização a que a empresa deveria ser submetida pelo auditor.

As prisões (todas temporárias) foram autorizadas pela 2ª Vara Federal de Guarulhos, a pedido da Polícia Federal e do Ministério Público Federal em Guarulhos/SP. As investigações iniciaram-se por solicitação do Ministério Público Federal e foram conduzidas pela Polícia Federal.

Durante a operação, a PF fez três prisões em flagrante: do auditor, de sua ex-mulher e de uma prima dela. Os três estavam em posse de produtos importados. A participação da prima na quadrilha também será apurada.

Segundo a procuradora da República Luciana Sperb, responsável pelo caso, os acusados poderão ser processados por formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva qualificada, descaminho (introdução de mercadoria no país sem o recolhimento de impostos) e peculato (apropriação de bens ou dinheiro praticado por servidor público em razão do cargo). O MPF ainda apura o prejuízo à Receita causado pelo esquema.

__________________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes