Quarta-feira, 20 de novembro de 2019

ISSN 1983-392X

Resultado do Sorteio de obra "Paisagem denúncia, espaço sonhado - quase só crônicas e poesias"

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008


Sorteio de obra

Migalhas tem a honra de sortear a obra "Paisagem denúncia, espaço sonhado – quase só crônicas e poesias" (Gráfica Santa Edwiges - Mazer & Cia. Ltda. - 134 p.), escrita e gentilmente oferecida por Eduardo Piza Pereira Gomes.

Sobre a obra :

Paisagem Denúncia, Espaço Sonhado - Quase só em crônicas e poesias discute as intervenções dos poderosos no desenho da cidade. Desses que, por estarem no Governo, ou terem conquistado riqueza, percebem-se em condições de fazer valer os seus interesses.

Ocorre um debate de como o dinheiro de todos é aplicado para tornar algumas paisagens bonitas, agradáveis, cobiçadas, propícias à vida da "gente bem". E como é usado para gerar aquelas que não requerem tantos cuidados, pois reservadas à "classe média". E, ainda, para criar as que surgem com os programas destinados à denominada "baixa renda", menina dos olhos do financiamento imobiliário e alegria dos que empreendem conjuntos habitacionais e loteamentos populares.

Paisagem denúncia, espaço sonhado diz, enfim, sobre o inchamento da cidade em periferias, verdadeiros berços de exclusão patrocinados pela gestão governamental nestas terras brasileiras. Ousa, no entanto, ao ultrapassar o simplório associar da moradia ao abrigo, considerar a habitação como fator de desenvolvimento e, portanto, como elemento de contribuição social, política e econômica a ser explorado em prol do cidadão.

O autor reúne, quase só em crônicas e poesias, textos que se abrem aos valores das pessoas e das comunidades, responsáveis por respostas satisfeitas ou angustiadas às ações que elas participam, ativa ou passivamente. Textos que reclamam dos vazios das campanhas eleitorais, por desconsiderarem as paisagens e desconhecerem os espaços. Textos que investem contra o comportamento dos privilegiados detentores do poder na sociedade civil, não pelo que a deusa da fortuna ou o trabalho lhes permitiu acumular, mas por fugirem à responsabilidade social que o destino lhes atribuiu.

A obra, produzida como literatura, não deixa de ser um convite para os que se dedicam à filosofia, às ciências sociais, à sociologia, à educação e ao direito, intensificarem os seus exercícios intelectuais sobre a política habitacional. Pois desse pensar resultarão valiosos subsídios à questão urbana e a plêiade de profissionais dedicada à construção da cidade.

"Dado ao diálogo, o Eduardo não deixa por menos nas páginas que se seguem. Ele convida e provoca, questiona e afirma, alegra e consola. Sobretudo nos faz pensar. Para os que têm o privilégio de acompanhar o seu debate moderno e atual nas matérias publicadas, bem como a poesia sensível, eis uma cuidadosa revisão de trabalhos especiais. Para os novos leitores, o início do diálogo. Que seja perene esse diálogo!"

- Álvaro Peçanha Martins.

Sobre o autor :

Eduardo Piza Pereira Gomes, é engenheiro civil, pela Universidade Mackenzie, e mestre em engenharia, pela Universidade de São Paulo.

______________

 Resultado :

  • Marco Thúlio Lacerda e Silva, advogado em Catalão/GO

____________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes