Domingo, 26 de janeiro de 2020

ISSN 1983-392X

Sistema Bacen Jud 2.0 ficará indisponível para os usuários do dia 25 ao dia 29/2 para que seja instalada uma nova versão

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008


Bacen Jud

Para instalar nova versão, sistema ficará indisponível de 25 a 29/2

O sistema Bacen Jud 2.0 ficará indisponível para os usuários entre 19h do dia 25/2/08 e o início do dia 29/2/08 para que seja instalada uma nova versão. Dessa forma, o Banco Central sugere que os juízes usuários do sistema providenciem o desbloqueio das ordens pendentes até o dia 25/2, e que também não cadastrem novos bloqueios neste dia, pois se o fizerem só poderão desbloqueá-los a partir do dia 29/2.

A nova versão do Sistema Bacen Jud 2.0 terá, entre outras, as seguintes mudanças:

  • requisição de informações: consulta a relação de agências e contas existentes, saldo consolidado, endereços e extratos bancários de clientes de instituições financeiras;
  • automação do processo de transferência de valores para conta de depósito judicial, com geração automática de número do "ID – Identificação de Depósito" pelo próprio sistema;
  • inserção dos campos tributário e previdenciário na tela de transferência de valores para conta de depósito judicial;
  • indicação na tela do sistema da data em que a transferência de valores será efetivada, quando da resposta pelas instituições financeiras a uma ordem de transferência;
  • informação do saldo bloqueado remanescente na resposta das instituições financeiras aos bloqueios, para evitar duplicidade de requisições de desbloqueios e transferências;
  • atualização pelas instituições financeiras da relação de contatos de seus representantes com o Poder Judiciário, que poderão ser visualizados pelos magistrados por intermédio da própria tela de resposta das ordens judiciais;
  • melhorias visuais na tela do sistema para os magistrados no detalhamento das minutas e ordens judiciais;
  • melhoria para os magistrados na pesquisa de varas, que poderão ser selecionadas a partir de seu município/comarca ou de seu código numérico.

A partir de 29/2 todas essas mudanças estarão disponíveis aos magistrados, à exceção da funcionalidade de requisição de informações, que será utilizada por um número limitado de magistrados até o dia 17/3 para assegurar, segundo o Banco Central, o correto funcionamento dessa funcionalidade, antes de ser disponibilizada aos demais magistrados, a partir de 18/3.

Convênio entre o Conselho da Justiça Federal e o Banco Central em maio de 2001, com a adesão dos tribunais regionais federais, permite a utilização do Bacen Jud. Com o convênio, o Presidente de cada TRF indicou os masters, servidores que têm a atribuição de cadastrar os usuários do sistema (juízes e servidores). O juiz devidamente cadastrado pode acessar o sistema, via internet, mediante senha individual e intransferível, e emitir as ordens judiciais.

De acordo com o Banco Central, o trânsito das informações entre este, o Judiciário e as instituições financeiras é seguro, com a utilização de criptografia de dados, de acordo com os padrões de segurança utilizados pelo Banco. O juiz ou servidor que ainda não possui senha de acesso e queira utilizar o sistema deve procurar um dos masters do seu tribunal.

Para saber quem são os masters de cada TRF, o usuário poderá enviar e-mail para o endereço caju@cjf.gov.br.

  • Número de masters e de usuários cadastrados na Justiça Federal:

 Usuários

 TRF/1

 TRF/2

 TRF/3 

TRF/4

 TRF/5

 Masters

 5 

 2 

 3 

 2

 20

 Juízes 

 228 

 103 

 145

 208 

 93

 Servidores

365

169

 253 

344

 219

____________________

patrocínio

Advertisement VIVO

últimas quentes