Terça-feira, 23 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Homenagem

O vídeodocumentário "Hilda Humana Hilst"

quarta-feira, 7 de julho de 2004

Homenagem

A poetisa Hilda Hilst (21/4/1930 - 4/2/2004) é homenageada no vídeodocumentário "Hilda Humana Hilst" que será exibido hoje no anfiteatro do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), região Oeste de Belo Horizonte. A sessão, aberta ao público, começa às 17h30 e vai ser seguida de um debate.

Hilda Hilst nasceu na cidade de Jaú, interior do Estado de São Paulo, no dia 21 de abril de 1930, filha única do fazendeiro, jornalista, poeta e ensaísta Apolônio de Almeida Prado Hilst e de Bedecilda Vaz Cardoso.

"Aflição de ser eu e não ser outra.

Aflição de não ser, amor, aquela

Que muitas filhas te deu, casou donzela

E à noite se prepara e se adivinha

Objeto de amor, atenta e bela.

Aflição de não ser a grande ilha

Que te retém e não te desespera.

(A noite como fera se avizinha)

Aflição de ser água em meio à terra

E ter a face conturbada e móvel.

E a um só tempo múltipla e imóvel

Não saber se se ausenta ou se te espera.

Aflição de te amar, se te comove.

E sendo água, amor, querer ser terra."

Hilda Hilst

_________________..

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes