Sábado, 20 de abril de 2019

ISSN 1983-392X

Desembargadora e juíza de MT assumem cargos em entidade internacional

quinta-feira, 10 de abril de 2008


Reconhecimento

Desembargadora e juíza assumem cargos em entidade internacional

O Poder Judiciário de Mato Grosso ganha espaço e representatividade internacional. A desembargadora Shelma Lombardi de Kato foi eleita para um dos cargos mais importantes da International Association of Women Judges - IAWJ, uma associação de mulheres juízas da América Latina que reúne mais de quatro mil participantes de todos os níveis judiciais em mais de 87 países. A desembargadora passou a ocupar o cargo de secretária-tesoureira do Conselho Executivo.

Além da desembargadora, a juíza Gleide Bispo Santos também foi eleita para um dos cargos de direção da entidade. As duas magistradas são as únicas brasileiras a integrar o corpo diretivo da associação internacional.

A eleição das duas magistradas aconteceu durante Conferência Internacional da IAWJ, evento que acontece a cada dois anos e, em 2008, realizou sua 9ª edição, na cidade do Panamá. "É o reconhecimento internacional de um trabalho feito ao longo dos anos. A responsabilidade aumentou enormemente. Vou estar envolvida em tudo que está diretamente relacionado à associação, em todas as decisões do quadro diretivo em relação ao mundo inteiro. Vai ser um período de muito trabalho", antecipou a desembargador Shelma Lombardi de Kato, que permanecerá à frente do cargo pelos próximos dois anos, até a próxima conferência internacional, prevista para ser realizada na Coréia do Sul, em 2010.

A desembargadora Shelma Lombadi de Kato foi a primeira mulher na magistratura nacional, ao se tornar juíza em 1969. É uma das fundadoras da IAWJ e, além do trabalho desenvolvido no Tribunal de Justiça de Mato Grosso, também exerce a função de professora da Universidade Federal de Mato Grosso. Antes de assumir o novo cargo, a magistrada ocupava a função de Relações Internacionais da associação para o Brasil.

A juíza Gleide Bispo foi eleita para o cargo de diretora, juntamente com a juíza panamenha Margarita Centella. "É um cargo que exige muita responsabilidade. Para o Brasil e para Mato Grosso, representa uma grande conquista, pois é uma oportunidade de mostrar o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso e de elevar o nome do Poder Judiciário do Estado. É um momento histórico", destacou.

Entre as finalidades da IAWJ está o desenvolvimento de trabalho relacionado a direitos humanos. Nessa direção, executa projetos e ações em parceria com as juízas membros de outros países, para troca de idéias e de informações, notadamente no tocante à capacitação das magistradas em questões relacionadas aos direitos humanos.

____________________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes