Domingo, 16 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

Frente Parlamentar pede urgência ao governo para a solução da carteira do Ipesp

Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Advogados Contribuintes da Carteira do Ipesp, o deputado Carlos Giannazi pronunciou-se, na tribuna da Assembléia Legislativa, cobrando do Poder Executivo a solução para a grave crise criada pelo próprio estado em relação à possibilidade de extinção da carteira previdenciária do Ipesp, à qual estão vinculados cerca de 40 mil advogados de São Paulo.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008


Carteira previdenciária

Frente Parlamentar pede urgência ao governo para a solução da carteira do Ipesp

Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Advogados Contribuintes da Carteira do Ipesp, o deputado Carlos Giannazi pronunciou-se, na tribuna da Assembléia Legislativa, cobrando do Poder Executivo a solução para a grave crise criada pelo próprio estado em relação à possibilidade de extinção da carteira previdenciária do Ipesp, à qual estão vinculados cerca de 40 mil advogados de São Paulo.

A declaração foi feita no dia 4 de agosto e televisionada pela TV Assembléia. Giannazi fez um apelo ao governador José Serra para que seja enviado por ele, à Alesp, um projeto de lei incorporando a carteira ao novo regime previdenciário paulista, o SPPrev, que passará a existir a partir de 1º de junho de 2009.

Os milhares de advogados contribuintes da carteira do Ipesp vivem hoje um clima de insegurança, incerteza e angústia, pois podem ser vítimas de um verdadeiro estelionato e golpe em relação aos seus direitos e benefícios contratados a partir da entrada deles na carteira, que foi criada e avalizada pelo estado de São Paulo em 1959.

Ao final de seu pronunciamento no plenário Juscelino Kubitscheck Giannazi reiterou, aos colegas parlamentares presentes à sessão e aos demais, o pedido anteriormente feito por ele na primeira reunião de líderes de bancada para que fizessem gestões junto ao governador no sentido de acelerar o envio do projeto e solicitou também que o abaixo-assinado, organizado pelos advogados, fosse publicado na íntegra no Diário Oficial do Poder Legislativo.

_________________

patrocínio

VIVO

últimas quentes