Quarta-feira, 13 de novembro de 2019

ISSN 1983-392X

Diretor-executivo da PF é preso acusado de corrupção

A Polícia Federal confirmou a prisão de seu diretor-executivo, delegado Romero Menezes, o segundo na hierarquia da instituição. Ele foi preso sob a acusação de corrupção em uma operação conjunta com a Procuradoria da República no Estado do Amapá no Amapá, no Pará e no Distrito Federal.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008


Prisão

Diretor-executivo da PF é preso acusado de corrupção

A PF confirmou a prisão de seu diretor-executivo, delegado Romero Menezes, o segundo na hierarquia da instituição. Ele foi preso sob a acusação de corrupção em uma operação conjunta com a Procuradoria da República no Estado do Amapá no Amapá, no Pará e no Distrito Federal.

A ação é parte dos desdobramentos da Operação Toque de Midas, realizada em julho contra fraudes no processo de licitação da concessão de uma estrada de ferro no Amapá.

Nas investigações, foram identificados indícios de corrupção passiva e tráfico de influência entre funcionários do grupo EBX, de uma prestadora de serviços e do delegado Romero Menezes.

O delegado pediu afastamento do cargo. Ele será substituído pelo diretor de Combate ao Crime Organizado, delegado Roberto Ciciliatti Troncon Filho.

A Corregedoria-Geral da PF determinou a abertura de um procedimento disciplinar para apurar as acusações contra o delegado.

Romero Menezes é solto

Por ordem do TRF da 1ª região, o diretor-executivo e segundo homem na hierarquia da PF, Romero Lucena de Menezes, foi solto na madrugada desta quarta-feira, por volta de 0h30, beneficiado por um HC.

__________________
___________________

Leia mais

  • 11/7/08 - PF cumpre mandado de busca na casa do empresário Eike Batista - clique aqui.

___________________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes