Domingo, 15 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Desafios ao Crescimento

No evento, Dirceu voltou a criticar a alta da Selic

terça-feira, 21 de setembro de 2004

Desafios ao Crescimento

A Internews está realizando hoje, no Hotel Transamérica, SP, o Seminário Desafios ao Crescimento. Grandes nomes da política nacional participam do evento.

Conferencistas

José Dirceu

Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República, preside a Câmara de Política de Desenvolvimento Econômico

Delfim Netto

Deputado federal (PP-SP), foi ministro da Fazenda, da Agricultura e do Planejamento

Roger Agnelli

Diretor-Presidente da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), foi Diretor Executivo do Banco Bradesco. Graduado em economia pela FAAP

Ibrahim Eris

Ex-presidente do Banco Central, PhD em Economia pela Universidade Vanderbilt e sócio da Eris Consultores Associados

No evento, José Dirceu voltou ontem a criticar a alta da taxa básica de juros (Selic). Para ele, a Selic, elevada de 16% para 16,25% ao ano na semana passada, poderia cair. Segundo Dirceu, se é para sofrer, que seja pelo desenvolvimento.

O ministro gerou polêmica na semana passada, quando disse que não era “robô” e que não via motivos para uma alta da Selic. Ontem, o Dirceu queixou-se do que chamou de falta de liberdade para discutir a questão monetária.

“Como todos nós sabemos eu tenho que me ater a uma formalidade e fazer um pronunciamento bem comportado. Fiz um pronunciamento na Fundação Getúlio Vargas que se transformou numa contestação da política da equipe econômica e numa disputa entre eu e o ministro (da Fazenda) Antonio Palocci. Eu não posso discutir. Se discuto, estou fazendo disputa de poder, sou contra a política econômica.”

_______________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes