Quinta-feira, 20 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

Exposição em homenagem a Ramos de Azevedo marca inclusão do TJ/SP no projeto "Natal Iluminado"

O TJ/SP inaugurou no dia 8/12 uma exposição em homenagem ao engenheiro e arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, responsável pela introdução dos modelos arquitetônicos europeus na cidade de São Paulo, do final do século XIX até a primeira metade do século XX, entre os quais o prédio do Palácio da Justiça.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008


Homenagem

Exposição em homenagem a Ramos de Azevedo marca inclusão do TJ/SP no projeto "Natal Iluminado"

O TJ/SP inaugurou no dia 8/12 uma exposição em homenagem ao engenheiro e arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, responsável pela introdução dos modelos arquitetônicos europeus na cidade de São Paulo, do final do século XIX até a primeira metade do século XX, entre os quais o prédio do Palácio da Justiça.

A mostra deu início às festividades natalinas promovidas pelo TJ, que prevê até o próximo dia 19 a apresentação de grupos musicais e corais em um palco montado em frente ao prédio do Palácio, na Praça da Sé.

O evento desta terça-feira marcou também a inclusão oficial do Palácio da Justiça no projeto "Natal Iluminado", idealizado por Hermann da Silva Bergqvist.

Trata-se de uma parceria entre a Associação Comercial, a Prefeitura Municipal de São Paulo, e a Fiesp com apoio da Associação Paulista de Magistrados.

O projeto "Natal Iluminado" visa tornar a cidade de São Paulo mais atrativa aos turistas e cidadãos, destacando algumas das mais belas e importantes edificações da capital paulista.

Na abertura da solenidade o Coral do TJ apresentou músicas consagradas do repertório popular brasileiro. Em seguida, o coordenador do Museu do TJ, desembargador Alexandre Moreira Germano falou sobre a importância de Ramos de Azevedo para a arquitetura da capital paulista, citando alguns outros prédios da cidade construídos por ele, como Teatro Municipal, Correios e Colégio Caetano de Campos.

O poeta Paulo Bomfim, chefe do Cerimonial e Relações Públicas do Tribunal leu uma poesia de sua autoria, alusiva ao momento.

A exposição traz a biografia de Ramos de Azevedo e suas obras, por meio de fotografias, plantas do Palácio projetadas por seu escritório e desenhos de móveis confeccionados pelo Liceu de Artes e Ofício que decoram a sala onde funcionava o antigo Tribunal do Júri.

Em seu pronunciamento de abertura, o presidente do TJSP, desembargador Roberto Antonio Vallim Bellocchi lembrou que o nome de Ramos de Azevedo se confunde com a própria história do Palácio da Justiça.

Após a abertura da exposição, todos se dirigiram ao palco montado em frente ao prédio do Palácio. O primeiro a ter a palavra foi o presidente da Associação Comercial de São Paulo, Alencar Burti que falou de sua satisfação e alegria com a inserção do Palácio da Justiça no Projeto, beneficiando assim toda a população de São Paulo. Burti agradeceu a colaboração de todos os servidores do Tribunal de Justiça e disse que a inclusão do Palácio se tornou a partir de agora o ponto alto do "Natal Iluminado".

Na seqüência falou o presidente da Associação Paulista dos Magistrados - Apamagis, desembargador Henrique Nelson Calandra. Ele ressaltou o gosto do presidente Vallim Bellocchi pelas artes, e afirmou que em seus 30 anos de magistratura esta é a primeira vez que presencia uma união como esta, entre "arte, poesia e compromisso com a Justiça", implementada pelo presidente.

Ao final, o desembargador Vallim Bellocchi agradeceu a parceria da Associação Comercial, na pessoa de seu presidente Alencar Burti, "sempre preocupado com as questões sociais, e seu espírito inovador que viabilizou esta parceria".

Lembrou ainda da presença do Poeta Paulo Bomfim, "a poesia em pessoa", nas palavras do presidente do TJ/SP. E completou conclamando a população a acompanhar as apresentações musicais que acontecerão na Praça da Sé, sempre às 18h, até o próximo dia 19. O presidente revelou que a iluminação definitiva da fachada do Palácio da Justiça acontecerá no dia três de fevereiro, no aniversário de 175 anos do TJ.

Estiveram presentes ao evento o vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Antonio Carlos Munhoz Soares; o corregedor-geral da Justiça, desembargador Ruy Pereira Camilo; o presidente da Seção Criminal, desembargador Eduardo Pereira Santos; o prefeito Gilberto Kassab; o filho do idealizador do projeto, Hermann Bergqvist, além de juízes, desembargadores e servidores do Tribunal.

Ramos de Azevedo

Francisco de Paula Ramos de Azevedo nasceu em 8 de dezembro de 1851 em São Paulo. Iniciou sua carreira de engenheiro na Escola Militar do Rio de Janeiro e posteriormente na Escola Central (futura Politécnica), também no Rio. Em 1875 ingressou na Universidade de Rela, em Grand, Bélgica.

De volta ao Brasil em 1879 passa a residir em Campinas, e a defender ideais liberais e democráticos relacionados ao ensino na universidade. Durante sete anos atuou em Campinas e outras cidades do interior paulista, mas principalmente em São Paulo, onde além do Palácio da Justiça seus traços arquitetônicos podem ser observados em outra obra relevante da capital – o Teatro Municipal.

Confira fotos do evento :


(Abertura do evento)


(Presidente do TJ/SP)


(Salão dos Passos Perdidos)

_________________

patrocínio

VIVO

últimas quentes