Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

TJ/AL homenageia promotor de justiça aposentado

O TJ/AL homenageia hoje, dia 27, o promotor de Justiça aposentado Sílvio Menezes Tavares, com a outorga da Comenda do Mérito do Judiciário Desembargador Moura Castro. A solenidade será realizada às 10h, após a sessão plenária da Corte Estadual. A comenda foi proposta pelo desembargador James Magalhães de Medeiros e aprovada unanimemente pelo colegiado do TJ/AL.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009


Homenagem

TJ/AL homenageia promotor de justiça aposentado

O TJ/AL homenageia hoje, dia 27, o promotor de Justiça aposentado Sílvio Menezes Tavares, com a outorga da Comenda do Mérito do Judiciário Desembargador Moura Castro. A solenidade será realizada às 10h, após a sessão plenária da Corte Estadual.

A comenda foi proposta pelo desembargador James Magalhães de Medeiros e aprovada unanimemente pelo colegiado do TJ/AL.

"A Comenda Moura Castro se destina a homenagear figuras que têm um passado ilibado, voltado à ciência jurídica e que tenha contribuído de alguma maneira para o desenvolvimento do Poder Judiciário e eu detectei todas essas qualidades enquadradas na pessoa do Dr. Sílvio Menezes", declarou o magistrado.

"A sociedade vai ganhar com o exemplo dele, para que os jovens de hoje sigam o caminho do homenageado, que durante 34 anos prestou serviços ao Ministério Público Estadual (MP/AL) e ao Judiciário", finalizou.

Serenatas, justiça e consciência ambiental

O promotor aposentado Sílvio Menezes Tavares é natural da cidade de Penedo, onde ainda reside com a esposa. Aos 81 anos, é pai de cinco filhos e tem treze netos. Desde jovem, enquanto concluía o curso ginasial no Colégio Imaculada Conceição, já se dedicava ao estudo do violão. Na companhia de amigos, muitas serenatas ocorreram.

Em 1962 foi nomeado adjunto de promotor da Comarca de Penedo e esteve em exercício por um longo período, em virtude do titular ter sido eleito deputado estadual. Trabalhou com o juiz Everaldo Vasconcelos, onde, juntos, colocaram em dia, pela primeira vez, os trabalhos forenses da comarca. Em 1967 foi nomeado pelo governador Lamenha Filho promotor de justiça da Comarca de Piaçabuçu.

Em 1969, foi promovido, por merecimento, para a Comarca de Pão de Açúcar, de 2ª entrância. Em 1971 foi removido para a Comarca de Penedo, subscrito pelo Governador Lamenha Filho e seu secretário, Antônio Sapucaia da Silva, hoje desembargador aposentado.

Instalou o primeiro Fórum da Comarca, contribuindo com recursos próprios na aquisição de móveis. Em agosto de 1996 foi promovido por merecimento pelo governador Divaldo Suruagy, após figurar seu nome encabeçando oito listas consecutivas, encaminhadas pelo Conselho do MP.

Ultimamente, vem desenvolvendo trabalhos que demonstram a inviabilidade do Projeto de Transposição do Rio São Francisco, com diversos artigos publicados em jornais, revistas e sites de renome em Alagoas.

Em 2007, após 15 meses de gestão, conseguiu evitar a falência da centenária instituição filantrópica Santa Casa de Misericórdia de Penedo.

_________________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes