Quarta-feira, 24 de abril de 2019

ISSN 1983-392X

Encarnação é aclamada desembargadora pela Corte de Justiça do AM

Com 35 anos de profissão, a juíza Encarnação das Graças Sampaio Salgado, da 1ª Vara Criminal da capital, foi aclamada ontem, 19/2, no Tribunal Pleno, a nova desembargadora pelo critério de antiguidade. Ela assume a vaga deixada pelo desembargador João Bezerra, que completou 70 anos e foi para a aposentadoria compulsória. Considerada uma juíza de "linha dura", Encarnação recebeu os mais variados elogios dos colegas que a conhecem pelo seu perfil de seriedade e competência.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009


Por antiguidade

Encarnação é aclamada desembargadora pela Corte de Justiça do AM

Com 35 anos de profissão, a juíza Encarnação das Graças Sampaio Salgado, da 1ª Vara Criminal da capital, foi aclamada ontem, 19/2, no Tribunal Pleno, a nova desembargadora pelo critério de antiguidade. Ela assume a vaga deixada pelo desembargador João Bezerra, que completou 70 anos e foi para a aposentadoria compulsória. Considerada uma juíza de "linha dura", Encarnação recebeu os mais variados elogios dos colegas que a conhecem pelo seu perfil de seriedade e competência.

Formada no Magistério pelo Instituto de Educação do Amazonas - IEA, Encarnação cursou a faculdade de Direito na Universidade do Amazonas e entrou para a Magistratura por concurso, no final da década de 70. No dia 28 de março de 1974, foi nomeada para o cargo de juiz de Direito da 1ª Entrância da Comarca de Fonte Boa.

Aclamação

Por volta das 10h40, o presidente do TJ/AM, Francisco Auzier Moreira submeteu o nome da dra. Encarnação aos membros da Corte de Justiça, depois de ler o parecer favorável do Corregedor Geral de Justiça, desembargador Jovaldo dos Santos Aguiar. Assim que o nome da nova desembargadora foi aclamado, mais da metade do Tribunal Pleno começou a se inscrever para parabenizar a colega.

"A dra. Encarnação não está aí?", perguntou o presidente Auzier, olhando em direção à galeria. Ao notar que a magistrada não se encontrava no local, o desembargador comentou:

"Ela é tão avessa a festas que não apareceu aqui para ouvir esses elogios de corpo presente. A primeira a se manifestar pedindo a palavra foi a desembargadora Graça Pessoa Figueiredo, que foi amiga de IEA de Encarnação, onde cursaram o Pedagógico". "Depois nos encontramos no concurso para juíza e, logo e seguida, ela foi para sua Comarca, Fonte Boa, e eu para a minha, em Boca do Acre", lembrou.

O desembargador Arnaldo Carpinteiro Péres também pediu a palavra para dizer que manteve pouco contato com a nova desembargadora. "Mas todas as informações que tenho são as melhores possíveis. Acredito que a dra. Encarnação só irá engrandecer este Colegiado", destacou.

Para o vice-presidente do Tribunal, João Simões, a aclamação da nova desembargadora representa "o coroamento de uma carreira galgada degrau por degrau".

"Por sua competência e zelo, a dra. Encarnação só virá elevar o nome da Justiça", disse. Já o desembargador Ari Moutinho disse que conheceu Encarnação quando ainda era estudante e desde aquela época era possível perceber "o equilíbrio e sensatez daquela jovem estudante de Direito, porque ela sempre trabalhou os legítimos interesses da Justiça". Também fizeram uso da palavra para enaltecer a ascensão de Encarnação os desembargadores Wilson Barroso, Flávio Pascarelli e Socorre Guedes.

"Quero agradecer tudo que a dra. Encarnação tem feito pela Justiça. Sua passagem pelo Eleitoral fortaleceu o perfil de um judiciário Forte, independente e ético", disse Socorro Guedes.

________________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes