Sexta-feira, 24 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Esclarecimentos sobre indenizações a familiares do voo 1907

A Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907 esclarece que os números divulgados pela Veja, na matéria "Acordo milionário", são irreais e a matéria considerada irresponsável. Os dados da entidade destacam que 45 famílias, representadas pelo escritório do advogado Leonardo Amarante, são as que estabeleceram acordos até o momento.

segunda-feira, 2 de março de 2009


Acordo milionário

Esclarecimento sobre acordo milionário em indenizações a familiares do voo 1907


A Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907 divulga esclarecimento sobre indenizações.

O esclarecimento refere-se à nota publicada pela revista Veja (edição : 25/2/09), na coluna Radar, em que a revista cita acordo milionário da empresa Gol com as famílias das vítimas do acidente.

_________

  • Confira abaixo a nota publicada na coluna Radar.

Acordo milionário

Pouco mais de dois anos após o desastre da Gol, quando 154 pessoas morreram no acidente com o jato Legacy, acaba de sair um dos maiores acordos da história da responsabilidade civil na área de acidentes aeronáuticos. A Gol pagará uma indenização de 46 milhões de reais. Ao todo, 45 parentes de vítimas estão sendo beneficiados. Desse total, sete famílias já receberam um montante de 11 milhões de reais. Segundo Leonardo Amarante, advogado dos familiares e responsável pelo acordo, os demais parentes contemplados receberão a indenização já nos próximos dias.

________

  • Confira também, logo abaixo, o comunicado da Associação.

A Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907 esclarece que os números divulgados pela Veja, na matéria "Acordo milionário", são irreais e a matéria considerada irresponsável. Os dados da entidade destacam que 45 famílias, representadas pelo escritório do advogado Leonardo Amarante, são as que estabeleceram acordos até o momento.

Essas mesmas famílias, ao fazerem o acordo, desistiram da continuidade do processo civil indenizatório nos Estados Unidos sendo que, nos últimos dias do mês de janeiro, apenas 23 famílias entraram com pedido de desistência do processo nos Estados Unidos, porque estavam prestes a fazer o acordo indenizatório com a empresa GOL Linhas Aéreas, aqui no Brasil. Assim os acordos podem estar em andamento mas ainda não foram concluídos.

A AFAV Voo 1907 também destaca que jamais divulgará os números relativos aos acordos individuais de cada família, pois isso, além de ter uma variação, caso a caso, a entidade não possui informações oficiais sobre valores muito menos autorização para divulgá-los.

Também esclarece que a informação de que a GOL já fez acordo com 109 famílias não é reconhecida pela AFAV, pois os acordos podem estar sendo feitos com 109 membros das famílias das vítimas, o que se usássemos como media três membros por família chegaríamos a um numero de 36 núcleos familiares, mais jamais 109 famílias. Os números divulgados que têm coerência com o acompanhamento da Associação é de que, aproximadamente, 20 famílias fizeram acordo e receberam, logo depois do acidente. Atualmente 20 acordos já estariam sido fechados e 11 deles já pagos, e mais 25 estariam em tratativas.

A entidade também reforça o pedido para que a imprensa tenha prudência com as informações divulgadas, brincar com os números pode trazer grande prejuízo a inocentes. Citamos o caso de uma familiar que teve sua foto (tirada em uma missa), publicada por um jornal do interior de SP, onde é divulgado que 11M foram pagos de indenização para familiares do estado. Neste caso esta pessoa que nada recebeu, pode ser equivocadamente confundida com uma milionária, através de uma reportagem irresponsável, e ser alvo de oportunistas.

Reiteramos nosso pedido para que o direito dos familiares que não fizeram acordos seja exercido, daqueles que ainda continuam a buscar seus direitos no processo civil seja estabelecido, e que os mesmos não sejam enquadrados em números que não procedem, bem como a divulgação de informações financeiras equivocadas, que podem colocar em risco a vida de muitos familiares.

Reiteramos também que, a entidade, independente das indenizações e dos números divulgados pela empresa acima citada, continua a apoiar as famílias que não fizeram acordos e a representar o maior número de familiares no processo criminal no Brasil, que ainda está em andamento.

Angelita De Marchi
Presidente da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo 1907

________________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes