Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Roseana é diplomada como governadora do MA; Jackson Lago não abandona Palácio do Governo

A ex-senadora Roseana Sarney (PMDB) é diplomada como governadora do Maranhão na sede do TRE/MA na manhã desta sexta-feira, 17/4, em substituição a Jackson Lago (PDT), que teve a cassação do mandato confirmada ontem pelo TSE.

sexta-feira, 17 de abril de 2009


Maranhão


Roseana é diplomada como governadora do MA; Jackson Lago não abandona Palácio do Governo

A ex-senadora Roseana Sarney (PMDB) é diplomada como governadora do Maranhão na sede do TRE/MA na manhã desta sexta-feira, 17/4, em substituição a Jackson Lago (PDT), que teve a cassação do mandato confirmada ontem pelo TSE.

Roseana afirmou, durante discurso de posse, que irá priorizar a segurança, saúde e educação, mas não confirmou que irá se licenciar de imeditado para tratar de um aneurisma cerebral. Nesse caso, assumiria o vice, João Alberto (PMDB).

Após a diplomação, Roseana anunciou os seus secretários. Cinco deputados estaduais deixarão a Assembleia Legislativa para assumir cargos. São eles: Hélio Soares, Raimundo Cutrim, Max Barros, César Pires e Ricardo Murad.

Segurança reforçada

Escoltada, Roseana chegou por volta das 10h15 na sede do TRE. Dezenas de policiais e seguranças particulares fazem a segurança do local. A segurança também foi reforçada na Assembleia Legislativa de São Luís, onde haverá, por volta das 12h, outra solenidade de posse de Roseana. Após as solenidades, uma carreata estaria sendo preparada por aliados para festejar a posse de Roseana.

O senador Epitácio Cafeteira (PMDB), ex-governador do Maranhão, disse antes da cerimônia no TRE: "O que não começa bem, não termina bem. Espero que seja um bom tempo para o Maranhão", disse o senador sobre o governo de Lago.

A segurança foi reforçada devido ao temor que apoiadores de Lago impeçam as solenidades. Ontem, após o TSE manter a cassação e determinar a imediata troca no governo local, Lago anunciou que resistirá e não irá abandonar o Palácio dos Leões. Ele permitiu a entrada no palácio de simpatizantes do seu governo. Hoje, cerca de 500 pessoas acampam dentro do palácio e se recusam a sair.

Ainda ontem, após saber da confirmação de sua cassação, Jackson disse: "se nós sairmos daqui, mansamente o povo perde a esperança e será necessário o trabalho de muitas gerações para retornar com a esperança do povo. Não temos o direito de frustrar a esperança do povo. Vamos resistir. Não vamos sair do Palácio dos Leões enquanto não tiver sido julgado todos os recursos no STF, e no próprio TSE contra a outra candidata."

Uma equipe da "TV Mirante", comandada pelo repórter Werton Araújo, foi expulsa do Palácio dos Leões, no momento em que se preparava para gravar o pronunciamento do governador Jackson Lago. Membros do PT e do PDT, exaltados, dirigiram xingamentos e palavras de ordem ao repórter, o câmera e o auxiliar de cinegrafista.

Ontem, 15 deputados estaduais da base aliada decidiram que irão tentar forçar uma eleição indireta na Assembleia, onde só os deputados votam para a escolha do governador. Outros 12 apoiadores de Lago enquanto ele estava no poder já admitem defender Roseana no legislativo local.

Julgamento no TSE

Por unanimidade, o TSE manteve a cassação de Jackson Lago. O ministro Carlos Ayres Britto, presidente do TSE, seguiu o voto do relator da matéria, o ministro Eros Grau - falando que não há dúvida sobre a execução imediata da cassação. "As pretensões são manifestamente incabíveis. O TSE é, sim, o tribunal competente para julgar processo de expedição de diploma."

O tribunal já havia decidido pela cassação de Lago no dia 4 de março deste ano. Porém, por decisão do mesmo tribunal, ele pôde permanecer no cargo até que todos os recursos fossem julgados.

No último dia 30, Lago recorreu ao TSE. Ele queria que a sua defesa pudesse ocorrer no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Outro recurso foi impetrado por João de Melo e Sousa Bentivi, candidato do extinto Prona na eleição estadual de 2006. Para ele, o TSE não deveria proclamar Roseana como a nova governadora com a cassação de Lago.

Antes da decisão final do tribunal, a Procuradoria Geral Eleitoral já tinha recomendado a cassação do mandato de Lago. No relatório da procuradoria, o órgão também era contrário aos recursos do Prona.

Enquanto ocorria o julgamento, pessoas do lado de fora gritavam "Sarney nunca mais", enquanto batiam e ateavam fogo num boneco representando o presidente do Senado. Para eles, a continuação de alguém do clã Sarney no cargo de líder do Estado maranhense desrespeita a decisão tomada pelo eleitor no último pleito.

No carro de som, manifestantes a favor de Jackson Lago gritavam palavras de ordem contra Roseana e o seu pai. "2010 vem aí e vamos dar o troco nas urnas", disse um manifestante.

______________
________

Fonte : UOL, O Imparcial Online e Jornal Pequeno

___________
_______________

Leia mais

  • 17/4/09 - Ministros do TSE rejeitam recursos e confirmam cassação do governador do Maranhão e seu vice – clique aqui.

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes