Sexta-feira, 15 de novembro de 2019

ISSN 1983-392X

Modelo de gestão jurídica alivia encargos processuais

Em matéria da InvestNews, Victor Rizzo, gerente de negócios da e-Xyon Tecnologia em Gestão Jurídica, comenta que é possível reduzir em até 15% os recursos no caixa da empresa para o pagamento de processos e pendências judiciais, isto sem fazer uso de empréstimos e sem demitir ninguém.

quinta-feira, 30 de abril de 2009


Riscos jurídicos

Modelo de gestão jurídica alivia encargos processuais

Em matéria da InvestNews, Victor Rizzo, gerente de negócios da e-Xyon Tecnologia em Gestão Jurídica, comenta que é possível reduzir em até 15% os recursos no caixa da empresa para o pagamento de processos e pendências judiciais, isto sem fazer uso de empréstimos e sem demitir ninguém.

  • Confira a matéria completa logo abaixo.

___________

Modelo de gestão jurídica alivia encargos processuais

Ao fazer um diagnóstico preciso dos riscos jurídicos de uma empresa, não raro é grande a possibilidade de se verificar que muitos processos já se deram por encerrados, ou mesmo que alguns, na verdade, estão de fato como exigem o tribunal.

Diante disso, segundo Victor Rizzo, gerente de negócios da e-Xyon, empresa de gestão de riscos jurídicos, é possível reduzir em até 15% os recursos no caixa da empresa para o pagamento de processos e pendências judiciais, isto sem fazer uso de empréstimos e sem demitir ninguém. Pelas contas do executivo, uma fatia do capital das companhias, que gira em torno de 30% e 40% do equivalente ao lucro, fica mobilizado para resolver questões jurídicas.

"A somar-se a possibilidade de perdas com um processo, chega-se a valores significativos, algo em torno de dezenas ou mesmo centenas de milhões de reais. Isto porque durante anos gasta-se muito com processos em abertos e até mesmo com honorários altíssimos de advogados. Contudo, é possível reduzir despesas não só de valores contábeis, mas também daquelas que saem do caixa no fim do mês", diz o executivo.

Rizzo explica que por meio de metodologias realizadas com bases nas análises dos andamentos dos processos, é possível criar uma série de regras que identificam onde está certo e onde está errado judicialmente, contribuindo, dessa maneira, para enxugar a composição passivo de uma empresa, deslocando o dinheiro para o ativo. A diferença, completa ele, é uma empresa com um resultado financeiro melhor estruturado.

"Afinal, de nada adianta instalar um sistema de gestão eficiente, realizar todo um trabalho de qualidade se as pessoas envolvidas nestas questões judiciais não conseguem fazer seus procedimentos e informações chegar até seus gestores", diz Rizzo informando que a e-Xyon leva de 3 a 5 meses para avaliar uma empresa de grande porte e cerca de um mês as pequenas companhias.

(InvestNews)

___________

___________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes