Terça-feira, 22 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Lançamento das obras "O Estado Pós-Moderno" e "Vereadores"

segunda-feira, 10 de agosto de 2009


Lançamento

Obras serão lançadas durante o III Fórum Brasileiro de Direito Municipal e I Fórum Brasil França de Direito Público

A Editora Fórum, no próximo dia 13/8, lança as obras "O Estado Pós-Moderno", de Jacques Chevallier, traduzida por Marçal Justen Filho, e "Vereadores", dos auditores Fábio Pedrosa e Rogério Almeida e do mestre em gestão pública, Will Lacerda. O lançamento será durante o III Fórum Brasileiro de Direito Municipal e I Fórum Brasil França de Direito Público (clique aqui), a partir das 16h, no Mercure Hotel BH Lourdes (av. do Contorno, 7315, Lourdes – Belo Horizonte/MG).

Sobre as obras :

"O Estado Pós-Moderno" (152p.)

Tudo se passa como se as sociedades contemporâneas enfrentassem, no início do século XXI, uma profunda transformação em seus princípios de organização. Parece que se entrou em uma nova era, na qual a arquitetura social, na sua integralidade, está em vias de ser redefinida, à custa de fortes impactos: a sociedade "moderna", cujos contornos foram traçados no Ocidente antes de difundir-se para o restante do mundo, tende a dar lugar a uma nova sociedade, que, ainda que enraizada na modernidade, apresenta características diferentes, por isso "pós-moderna". As mudanças que afetam o Estado são apenas um dos aspectos dessa mutação e, enquanto tais, indissociáveis dos movimentos subjacentes que agitam o social.

O ingresso do Estado na era da pós-modernidade se traduz na superação dos atributos clássicos que lhe eram próprios, sem que seja possível, em contrapartida, traçar os contornos de um modelo estatal outro: o Estado pós-moderno é um Estado cujos traços permanecem marcados pela incerteza, pela complexidade, pela indeterminação. Para analisá-lo, somente é possível tomar em vista um certo número de aspectos que são a marca, o indício, o sinal tangível dessa nova indeterminação: a reconfiguração do aparato estatal (capítulo 1) e as transformações correlativas na concepção do direito (capítulo 2) recobrem, desse modo, mum movimento mais profundo de redefinição do vínculo político (capítulo 3).


"Vereadores" (152p.)

Este livro traz reflexões acerca dos entendimentos dos Tribunais de Contas e Cortes Judiciárias sobre os diversos temas relacionados às Câmaras Municipais e seus Vereadores. Aqui você encontrará informações sobre ajuda de custo, verba de representação, remuneração, duodécimo, orçamento, previdência, sessões extraordinárias (jeton), entre outros temas.







Sobre os autores
:


Jacques Chevallier é professor da Universidade Panthéon-Assas (Paris II). Após ter fundado e conduzido em Amiens o Centro Universitário de Pesquisas Administrativas e Políticas da Picardia (CURAPP-CNRS), dirige na Universidade Paris II, desde 1999, o Centro de Estudos e de Pesquisas de Ciência da Administração (CERSA-CNRS).

Fabio Pedrosa Barbosa é engenheiro eletrônico; instrutor da Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (TCE/PE); auditor das contas públicas do TCE/PE.

Rogério Almeida Fernandes é bacharel em Ciências Contábeis; instrutor da Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (TCE/PE); auditor das contas públicas do TCE/PE; bacharelando em Direito.

Will Ferreira Lacerda é mestre em Gestão Pública; bacharel em Ciências Contábeis; professor de diversos programas de pós-graduação; professor da Faculdade SENAC/PE, e de diversas instituições de nível superior; instrutor da Escola de contas públicas, professor Barreto Guimarães (TCE/PE); técnico de auditoria do TCE.

___________

___________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes