Quinta-feira, 21 de março de 2019

ISSN 1983-392X

AMB participará da formação e da gestão da Escola da Magistratura

A AMB garantiu participação na formação

quinta-feira, 20 de janeiro de 2005

AMB participará da formação e da gestão da Escola da Magistratura

A AMB garantiu participação na formação e na gestão da Escola da Magistratura criada pela Reforma do Judiciário, que deve ser instalada já no próximo mês de fevereiro, sob responsabilidade do STJ. A entidade indicará dois membros para integrar o grupo que redigirá o regimento da Escola e que, depois, se transformará no Conselho Gestor do órgão. Ainda participarão do grupo o presidente do STJ, ministro Edson Vidigal – que acumulará a presidência da escola – dois ministros do STJ e dois membros indicados pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), num total de sete integrantes.

Esta conformação ficou acertada em audiência que tiveram com Vidigal nesta quarta-feira o presidente da AMB, juiz Rodrigo Collaço, e o diretor da Escola Nacional da Magistratura (ENM), órgão vinculado à AMB, desembargador Luis Felipe Salomão.

“Nos colocamos à disposição do ministro para ajudar no que for preciso, no sentido de somar esforços, aproveitando a experiência acumulada na Escola Nacional e nas escolas dos Estados”, contou Salomão.

“Para nós é fundamental a participação da AMB neste processo para garantir o fortalecimento da ENM e das escolas em todo o País”, avaliou Collaço.

Entre as funções da futura Escola da Magistratura devem estar a formulação e a padronização de normas para a realização de concursos para ingresso na magistratura e a elaboração das provas dos concursos, entre outras. “A escola funcionará como uma central de deliberações, a exemplo do Conselho Federal de Educação”, explicou o ministro Edson Vidigal.

_______

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco

últimas quentes