quinta-feira, 2 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Cenário
FSB Inteligência

Cenário - 23.3.20

segunda-feira, 23 de março de 2020

Recados do BC

O Banco Central tornou pública hoje cedo a ata da reunião da semana passada em que o Comitê de Política Monetária (Copom) cortou a Selic de 4,25% para 3,75% ao ano.

Essa divulgação ocorre usualmente às terças-feiras, mas foi antecipada.

A Covid-19 e os esforços para que a pandemia não cause ainda mais estragos na economia sustentam quase todos os parágrafos do comunicado – a íntegra, em português, está aqui; e a versão em inglês pode ser consultada aqui.

Nas explicações do Copom, a conjuntura externa é um ponto de atenção porque a pandemia "está provocando uma desaceleração significativa do crescimento global".

O texto cita, especificamente, a queda nos preços das commodities e o aumento da volatilidade nos preços de ativos financeiros.

A despeito de tudo o que está sendo feito no mundo, reforça a ata, "o ambiente para as economias emergentes tornou-se desafiador".

Em relação às projeções de curto prazo, o Copom avisa que elas foram influenciadas "significativamente" pelos movimentos recentes nas cotações de commodities, reforçando implicações da pandemia sobre diversos segmentos.

Tentando olhar além das montanhas, o Banco Central indica na ata que "continuará fazendo uso de todo o seu arsenal de medidas de políticas monetária, cambial e de estabilidade financeira no enfrentamento da crise atual".

NO YOUTUBE

Campos Neto fala

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, detalhou hoje pela manhã no Youtube medidas voltadas à crise.

Consulte aqui a íntegra da apresentação. E veja ou reveja as explicações.


+ MEDIDAS

BC age

O site do Banco Central compartilhou logo cedo uma série de medidas anticrise.

Saiba quais:

CMN autoriza instituições financeiras associadas ao FGC a realizar captações por meio de depósitos a prazo com garantia especial (DPGE)

CMN autoriza BC a dar empréstimos a instituições financeiras garantidos em debêntures

BC reduz compulsório sobre recursos a prazo no montante de R$ 68 bilhões

NA TV

Bolsonaro fala

Em entrevista ontem à noite à TV Record, o presidente Jair Bolsonaro resumiu as ações do governo federal no combate à pandemia, pediu serenidade e analisou de forma crítica o padrão adotado em alguns estados (veja ou reveja).


MEDIDA PROVISÓRIA

A questão do emprego

O presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que permite que contratos de trabalho e salários sejam suspensos.

O prazo é por até quatro meses durante o período de calamidade pública.

Leia aqui a íntegra.

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Começa a campanha

Tem início hoje em todo o país a campanha de vacinação contra a gripe comum.

Os públicos prioritários desta primeira etapa – serão três em datas e para grupos diferentes – são pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da saúde.

Foram adquiridas 75 milhões de doses da vacina. O dia "D" de mobilização nacional acontecerá no dia 9 de maio, um sábado.

AGENDA

RODA VIVA - O ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, será entrevistado hoje, às 22h, pelo programa da TV Cultura.

BOLSONARO - O presidente Jair Bolsonaro recebe o ministro da Economia, Paulo Guedes, à tarde, no Planalto.

EDUCAÇÃO

Em casa - A Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) reúne conteúdos úteis sobre o uso de ferramentas e tecnologias neste período de enfrentamento ao novo coronavírus.

SABER

Música - A Billboard listou todas as transmissões ao vivo e shows virtuais para assistir durante a crise de Covid-19.

SUSTENTÁVEL

Gin - Cientistas criam um método de fabricação da bebida que evita mais emissões de dióxido de carbono (saiba mais).

TECH

Streaming - O Amazon Prime Video agora suporta até seis perfis na mesma conta (saiba mais).

BEM-ESTAR

Combate à Covid-19 - O Centro de Controle e Prevenção de Doenças, nos EUA, atualizou seu site com novas informações (saiba mais).

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram