quinta-feira, 16 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Lauda Legal
Roberta Resende

"Direito Ambiental – Doutrina e Casos Práticos"

quarta-feira, 21 de março de 2012


Direito Ambiental - Doutrina e Casos Práticos









Editora:
Campus Elsevier - Campus Jurídico

Autor: Rômulo Silveira da Rocha Sampaio
Páginas: 395







Foi com a industrialização que a humanidade deparou-se com poluição de águas, erosão, contaminação ou enfraquecimento do solo em largas escalas e passou a refletir em meios de evitá-los ou ao menos minorá-los. As primeiras tutelas jurídicas, no entanto, visavam apenas ao ressarcimento de eventuais prejudicados pela ação danosa de outrem; somente a partir das décadas de 1960 e 1970 (ápice do desenvolvimento da indústria de pesticidas agrícolas) é que houve o desenvolvimento da chamada consciência ambiental, envolvendo não só as ideias de prevenção e cuidado, mas também de responsabilidade intergeracional.


No Brasil o grande salto deu-se um pouco depois, entre a Conferência de Estocolmo (1972) e a Eco-92, no Rio de Janeiro.


A obra em comento foi inspirada no método de estudo de Direito utilizado nas Universidades norte-americanas, segundo o qual os alunos são levados a refletir sobre o Direito a partir do estudo de casos.

Assim, a partir de rumorosas ocorrências de danos ao ambiente, na primeira parte do livro o autor busca mostrar as preocupações e problemáticas que deram origem ao Direito Ambiental no mundo. São comentados, dentre outros, o emblemático caso Trail Smelter, um dos primeiros casos de reclamação por poluição transfronteiriça (Canadá – estado norte-americano de Washington); o caso Amoco Cadiz, o Texaco-Chevron e a catástrofe de Chernobyl.


Em todos eles o método leva o estudante a pensar na jurisdição competente, nas possíveis violações a acordos multilaterais internacionais, no posicionamento da Corte Internacional de Justiça, nas diferenças e semelhanças em julgamentos de casos análogos.


A análise do corpus – composto de casos com efeitos devastadores e de grande amplitude – deixa patente a relação entre o extremo desenvolvimento científico e tecnológico do último século e a ascensão da chamada “sociedade de riscos”. Delineia, também, a evolução do pensamento que embasa o Direito Ambiental.


Mesmo nos capítulos que não tratam diretamente dos casos práticos, a doutrina apresentada é trabalhada a partir de questões formuladas ao leitor, "condicionando-os a pensar como advogados, enfrentando o poder sob diversos ângulos".


O texto é consistente e o tratamento dado ao tema é criativo, fugindo dos padrões: a apresentação do processo de ocupação das terras brasileiras desde o descobrimento, por exemplo, é feita com textos de Gilberto Freire e Sérgio Buarque de Hollanda, enriquecendo o olhar do estudante.

__________

Ganhadora :

Daniely Muniz Oliveira, advogada em Mantena/MG

_________

__________

Adquira já um exemplar :


__________

Roberta Resende

Roberta Resende, é formada pela faculdade de Direito do Largo de São Francisco/USP (Turma de 1995) e pós-graduada em Língua Portuguesa, com ênfase em Literatura.

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram