Migalhas

Quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Lauda Legal
Roberta Resende

"Iniciação à Pesquisa no Direito – Pelos caminhos do conhecimento e da invenção"

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009


Iniciação à Pesquisa no Direito - Pelos caminhos do conhecimento e da invenção








Editora:
Campus Elsevier - Campus Jurídico
Autora: Maria Guadalupe Piragibe da Fonseca
Páginas: 170








A atividade de pesquisa ainda não é percebida, pela maioria dos estudantes de direito, como necessária ao seu futuro exercício profissional e, por isso, é considerada dispensável como conteúdo curricular do curso de graduação. Entretanto, pelo contrário, pode-se dizer que a pesquisa faz parte do dia a dia do profissional do direito, quer dos que preferem os questionamentos teóricos e o trabalho acadêmico, quer dos que pretendem desenvolver habilidades para o exercício das profissões jurídicas do operador do direito. Os currículos clássicos dos cursos de graduação, ainda que incluam a metodologia da pesquisa como disciplina autônoma, não lhe dispensam a relevância devida, reduzindo-a, com frequência, a informações técnicas a respeito da elaboração a monografia de final de curso. Por esse motivo, muitos alunos, não encontrando material bibliográfico específico mais diversificado, nem qualquer outra orientação que os encaminhe metodologicamente, minimizam o valor da pesquisa antes mesmo de saber no que consiste.

(...)

O livro enfatiza (embora mostrando que esta não é a única) a pesquisa jurídico-científica a partir de dados empíricos — realizada de acordo com a metodologia das ciências sociais — como estilo que melhor se ajusta à investigação crítica, que supõe a leitura da teoria jurídica à luz das práticas sociais. O objetivo maior aqui é acentuar a importância de uma atividade eminentemente acadêmica, crítica e interdisciplinar que, quando bem conduzida, pode proporcionar conclusões e sugestões relevantes do ponto de vista da mudança legislativa, da interpretação das leis e da solução mais justa e equânime dos conflitos. Por outro lado, o texto focaliza a atividade cotidiana do operador do direito, seja ele advogado, magistrado, membro do Ministério Público, dentre outros profissionais bacharéis, acompanhando a trajetória de construção e interpretação dos fatos e das normas. Há de se frisar também, que o operador advogado, principalmente, encontra diante de si, hoje, uma vasto campo para o exercício do aconselhamento e das soluções negociadas dos conflitos, que devem ser consideradas tão importantes, e em certos casos mais importantes e eficazes do que seu encaminhamento judicial. Portanto, este é um nicho atualmente em ascensão quando se trata das possibilidades do exercício profissional do bacharel.

_______________

Ganhador :

Guilherme Matteus de Celini, de São Sebastião do Paraíso/MG


____________


Adquira já o seu :












__________________

Roberta Resende

Roberta Resende, é formada pela faculdade de Direito do Largo de São Francisco/USP (Turma de 1995) e pós-graduada em Língua Portuguesa, com ênfase em Literatura.

-