Terça-feira, 26 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Mudanças no cenário das contratações de advogados - Panorama 2005

Alessandra Neves

O ano de 2005 confirmou as expectativas de um reaquecimento nas contratações de advogados, principalmente em escritórios de advocacia, tanto de médio quanto de grande porte. Este fato é bastante positivo se considerarmos que há três anos, o mercado para advogados era mais promissor em empresas, pois existia um investimento no fortalecimento do departamento jurídico, ou mesmo na estruturação de uma equipe inteiramente nova.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2006


Mudanças no cenário das contratações de advogados - Panorama 2005

Alessandra Neves*

O ano de 2005 confirmou as expectativas de um reaquecimento nas contratações de advogados, principalmente em escritórios de advocacia, tanto de médio quanto de grande porte. Este fato é bastante positivo se considerarmos que há três anos, o mercado para advogados era mais promissor em empresas, pois existia um investimento no fortalecimento do departamento jurídico, ou mesmo na estruturação de uma equipe inteiramente nova.

Em 2005 observamos um crescimento nas contratações em escritórios de advocacia em mais de 40%. Em geral, essas contratações ocorreram indistintamente em escritórios de grande e médio porte, diferentemente dos últimos três anos, onde os de médio, na maioria compostos de sócios egressos de grandes bancas, eram os que mais efetivavam a abertura de vagas.

Em termos de áreas de especialização, ainda existe uma demanda muito grande para profissionais com “expertise” em tributário e societário. Hoje, são procurados profissionais para a área tributária, por exemplo, que também tenham formação em finanças, amplos conhecimentos em estruturações societárias, além do domínio, pelo menos, do inglês.

Quando falamos de empresas, o mesmo acontece. Existe uma oferta grande de vagas para a área tributária, especialmente com reporte ao financeiro ao invés do jurídico. No entanto, isto não diminui a importância de outras áreas como a societária, contratual e financeira, bastante requisitadas, principalmente para posições sêniores.

O aumento de vagas gerenciais em empresas, muitas vezes tratando-se de postos “novos”, também foram expressivos em 2005, diante do reconhecimento, pelas empresas, da importância de um jurídico mais ativo na operação.

Como consultores responsáveis apenas pelo recrutamento de profissionais das áreas jurídica, fiscal e tributária, a Michael Page Tax & Legal pôde conferir um aumento de mais de 50% em contratações, estando basicamente divididas em 75% para empresas e instituições financeiras e 25% para escritórios de advocacia. Vale ressaltar, contudo, que este percentual não reflete precisamente o mercado, uma vez que a utilização de “head hunters” para contratação de profissionais ainda é mais difundida em empresas do que em escritórios.

Mesmo com mais contratações para empresas, é importante citar que houve crescimento de quase 50% nas contratações via “head hunter” para escritórios de advocacia, o que demonstra uma maior profissionalização nessas bancas. Este fato é reforçado, inclusive, pelas recentes e crescentes demandas por profissionais de áreas financeiras e de recursos humanos, para integrarem esses escritórios.

Para 2006, esperamos uma solidificação deste crescimento, primeiro pelo fato de que as empresas continuam investindo no seu departamento jurídico e segundo, pela retomada dos escritórios de advocacia.
_______________


*Consultora - Gerente da divisão Tax & Legal
Michael Page International Brasil







________________