Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

O AEROLULA merecido

Sylvia Romano

Ao ver o que os nossos senadores fizeram com a carta do presidente Lula, na qual ele se comprometia a destinar integralmente a CPMF à saúde, razão única da criação do já extinto e achacante tributo, chego à conclusão que o aviãozinho de papel que virou a missiva é o único transporte aéreo que um mandatário como o nosso merece.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007


O AEROLULA merecido

Sylvia Romano*

Ao ver o que os nossos senadores fizeram com a carta do presidente Lula, na qual ele se comprometia a destinar integralmente a CPMF à saúde, razão única da criação do já extinto e achacante tributo, chego à conclusão que o aviãozinho de papel que virou a missiva é o único transporte aéreo que um mandatário como o nosso merece.

O resultado dessa importante votação é a resposta que toda uma população esperava e agora aplaude, além de servir de alerta aos que pensam que nos governam em meio aos escândalos que permeiam a atual administração federal.

Espero que essa importante derrota do governo, bem como o plebiscito na Venezuela e a reação de alguns governadores das províncias bolivianas, sejam o início mais uma vez da vontade dos povos contra as tentativas e pretensões ditatoriais de governantes latino-americanos que querem se perpetuar no poder, a exemplo do nefando Fidel Castro.

Outro grande ponto positivo dessa vitória da oposição foi que o Senado pode estar começando a tentar melhorar a sua imagem, hoje totalmente desacreditada em razão do que vem acontecendo com os seus membros, como os escândalos de Renan Calheiros.

A população, por outro lado, passa a contar também com um pouquinho mais de dinheiro, já que recentes pesquisas divulgadas apontaram que a CPMF aparece com custos maiores que a carne e o feijão consumidos pela população.

O momento da virada está se aproximando, um ano novo está começando, e o brasileiro, como "Fênix Rediviva", irá saber o que é melhor para si. É o momento do "basta", mais uma vez começa o tempo da luta e a nossa arma será o voto — voto este que deverá ser consciente, buscando-se sempre o melhor, o mais ético e preparado candidato. E se este não aparecer, a nossa arma deverá ser anulada, pois só assim iremos alijar a corja pretensiosa que só tem olhos para seu próprio bem-estar e que se utiliza de manobras "marqueteiras e demagógicas", tais como esmolas aos mais carentes, para atingirem o seu único e rentável objetivo, que é o poder.

__________




*Advogada do escritório Sylvia Romano Consultores Associados










______________