Migalhas

Terça-feira, 7 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Diálogo – A importância que você dá junto aos seus colaboradores

Marcelle Menezes

Ser humano sem motivação tende a procrastinar as coisas. No âmbito profissional não é diferente, o trabalhador desmotivado acaba não produzindo bem. A produtividade é imediatamente afetada e cria-se, então, um ciclo vicioso: surgimento do conflito, funcionário desmotivado, baixa produtividade, queda de faturamento etc.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Uma das situações mais importantes dentro de uma empresa é a comunicação. Mesmo havendo meios eficientes para se comunicar, conflitos entre colaboradores podem surgir a qualquer momento, por diversos e variados motivos.

Quando um conflito surge, ainda que pequeno, o ambiente de trabalho geralmente fica contaminado, criando um clima desmotivado e apreensivo entre os funcionários.

Ser humano sem motivação tende a procrastinar as coisas. No âmbito profissional não é diferente, o trabalhador desmotivado acaba não produzindo bem. A produtividade é imediatamente afetada e cria-se, então, um ciclo vicioso: surgimento do conflito, funcionário desmotivado, baixa produtividade, queda de faturamento etc.

Um ponto fundamental de resolução é detectar o conflito logo no início, para que as soluções possam ser aplicadas de maneira rápida e eficiente.

Resultado de imagem para acordo

Se você conta com um departamento próprio ou uma boa gestão em recursos humanos, provavelmente tem acesso a ferramentas que possibilitem a pacificação do conflito rapidamente. Mas um estudo bem alarmante é que, mais da metade dos gestores de recursos humanos se julga inapta para solucionar conflitos internos. Ficou surpreso?

E então, qual a solução ideal?

Acionar um mediador, profissional treinado e capacitado com técnicas específicas, capaz de apresentar um desenho de solução de conflitos ideal para a organização, não apenas solucionando os problemas, mas também identificando falhas e trazendo inúmeros benefícios, como melhoria nas tratativas e nos processos internos.

Os conflitos entre colaboradores estão presentes na rotina da sua empresa?

Primeiro, entenda as possíveis causas desses problemas:

– Atribuições/ cargos mal definidos: responsabilidades e tarefas mal definidas geram dúvidas e confusão entre colaboradores;

– Falha nos resultados: não atingir metas, falhas na execução de projetos e erros corriqueiros quase sempre tem um resultado emocional negativo, levando os colaboradores a trocarem acusações e se isentarem de culpas;

– Problemas acumulados: estado emocional abalado, ironias, desabafo em momento inoportuno, tudo isso pode causar desavenças na rotina profissional que, se não sanadas rapidamente viram uma “bola de neve”;

– Comunicação sem clareza: a falta de comunicação faz com que assuntos importantes sejam tratados como boatos, suposições ou fofocas, causando situações constrangedoras e sendo responsável por grande parte dos problemas entre colaboradores de uma empresa;

- Perfis diferentes: a diversidade de personalidades é saudável ao ambiente profissional, entretanto, cada profissional carrega seus valores e ideias, podendo gerar atritos se não bem colocados e executados;

Quando acionar o mediador?

Quando duas ou mais pessoas não conseguem dialogar, surge a necessidade da mediação. Na briga de egos, dificilmente uma das partes assume o erro e normalmente ambas acreditam ter razão.

Ouvir um terceiro imparcial pode ser a chave para se encontrar uma boa solução.

O mediador ouve as partes igualmente e os faz entender que ambos tem a mesma importância para a empresa. Depois de apurar a situação, sempre com imparcialidade, extrai das próprias partes soluções que que vão surgindo naturalmente. O que antes era visto como conflito, se torna expansão de ideias.

Toda vez que um conflito surge há duas ou mais pessoas envolvidas, ficando claro que todos precisam ceder para que a harmonia seja restabelecida. Todas as alternativas de solução são válidas e exigem mudanças de atitudes e pensamentos de cada um dos funcionários envolvidos.

Após encontrar caminhos resolutivos, é necessário fazer um acompanhamento para apurar se todos os envolvidos estão colocando em prática o que foi combinado, para que a manutenção da harmonia seja feita pelas próprias partes.

Uma boa mediação de conflitos é feita com diálogo aberto e respeitoso entre todos os envolvidos, pois assim o mediador terá a confiança necessária para instaurar um clima colaborativo dentro da empresa.

Se você identificou um ou mais pontos problemáticos dentro de sua organização, acione já um mediador de conflitos! Identifique os pontos patológicos e otimize os diálogos internos, possibilitando a prosperidade e crescimento do seu negócio imediatamente.

_________

*Marcelle Menezes é gestora de conflitos da IMAP - Instituto de Mediação e Arbitragem Paulista.

IMAP - MEDIACAO E ARBITRAGEM PAULISTA LTDA.

-