domingo, 20 de setembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

O boicote: nossa resposta à Espanha


O boicote: nossa resposta à Espanha

Sylvia Romano*

Amo a Espanha, é um belíssimo país, seu povo é alegre e bonito e admiro muito a sua casa real e o rei, principalmente, depois da sua atitude enérgica e correta com um déspota sul-americano. Mas, infelizmente, algumas atitudes de burocratas espanhóis andam me incomodando muito. Há algumas semanas, ao ler meu jornal, fiquei sabendo das agruras que passou uma pesquisadora brasileira ao chegar à Espanha, de onde iria a Portugal participar de um Congresso. A moça só por não saber o nome do hotel onde se hospedaria em Lisboa, ficou detida por três dias na imigração, sendo deportada para o Brasil sem nenhuma explicação. Hoje fiquei sabendo que um grande grupo de brasileiros passou pelos mesmos problemas, sendo alguns já deportados.

Será que as autoridades espanholas acham que somos um País de refugiados pobres, delinqüentes, prostitutas e travestis? Será que essas mesmas autoridades não sabem que o Brasil sempre acolheu espanhóis com os braços abertos e que, hoje, a colônia espanhola aqui é imensa e está plenamente integrada à nossa população, como todos os outros povos que para cá vieram fugindo dos problemas e da falta de perspectiva que encontravam em suas terras natais? O que pensam esses burocratas do "baixo clero" do governo espanhol locados em nossa terra e mesmo em seu país?

O Brasil é hoje uma nação de grandes interesses como investimentos para a Espanha, vide os bancos que aqui chegaram, as empresas que aqui se instalaram e o nível de exportação para a nossa terra. Se as autoridades espanholas não se preocuparem com o que vem ocorrendo em relação ao tratamento dado aos brasileiros nas embaixadas, consulados ou na entrada de nossos conterrâneos honestos em seu país, graças às facilidades da comunicação para a convocação da comunidade brasileira, em poucos dias, um boicote aos produtos espanhóis que importamos e consumimos como vinhos, azeites e azeitonas, bem como ao turismo e até mesmo às empresas espanholas aqui instaladas, com certeza traria um grande prejuízo a tais investimentos e às empresas espanholas.

Acho bom o governo espanhol melhorar rapidamente o tratamento e o atendimento dispensado quando do nosso interesse em visitar a tão aprazível Espanha, afinal, em tempos passados, já recebemos a espanhola Carlota Joaquina como rainha, mesmo ela sendo feia, bigoduda e amoral, como contam os livros.

_________________




*Advogada do escritório Sylvia Romano Consultores Associados










______________

Atualizado em: 1/1/1900 12:00

Compartilhar

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

É Autor Migalhas? Faça seu login aqui