Domingo, 21 de abril de 2019

ISSN 1983-392X

Migalhas nº 521

Quarta-feira, 18 de setembro de 2002 - nº 521 - Fechamento às 7h16.

 

Registro

 

Anunciamos contar, desde hoje, com mais um apoiador : Boccuzzi Advogados Associados.

__________________***______________________

Notícias

Dois assuntos pululam os jornais. A nova subida de Lula na pesquisa Ibope e o ceticismo de Bush diante da declaração do Iraque de aceitar inspetores da ONU.

Ibope

  • Lula 41% (39)*
  • Serra 19% (19)
  • Garotinho 13% (12)
  • Ciro 12% (15)

* ( )Números da pesquisa anterior feita pelo mesmo instituto.

A um passo do Planalto no 1º turno

De acordo com os números do Ibope, Lula tem no momento 48% dos votos válidos.

Atirando contra Lula

Arnaldo Bloch n’O Globo’ comenta o horário eleitoral de ontem. "Na estréia dos ataques de Serra a Lula, chamou atenção a ausência de um importante personagem: José Serra. Dizem que ele ficou escondido atrás dos escudos de marketing, com medo de arranhar, com o chumbo grosso, a sua recém-nascida simpatia, ou de arriscar um efeito bumerangue em forma de rejeição. A estratégia, que não é uma obra-prima de ética, começou à tarde. Dois filmetes (um retomando o chavão de Lula ignorante e outro acusando José Dirceu de ter incitado agressões de rua a um combalido Mário Covas) foram veiculados antes e depois do miolo do programa, dando a entender que nada tinham a ver com a propaganda de Serra. Alta sofisticação."

Campanha atômica

No dia dos mais duros ataques à candidatura de Lula na campanha eleitoral, Serra disse ontem que Lula é a favor da bomba atômica, insinuou que o petista tem "duas caras" e cobrou posição sobre "as relações" entre o MST e a guerrilha das Farc.

Atiradores de elite

Serra dispõe de outros meios, além dos marqueteiros, para bombardear Lula. Veja, por exemplo, o que afirma hoje a Folha de S. Paulo ao comentar a estratégia "Lulinha paz e amor" : "É evidente que essa estratégia serve como uma luva para os interesses eleitorais imediatos do PT. Mas ela deliberadamente esconde da sociedade o que pretendem fazer Lula e seu partido se conquistarem o poder. Não se consegue governar sendo 100% paz e amor."

DNA nos candidatos

Os quatro principais candidatos aceitaram participar do programa do Ratinho. Mas impuseram condições rígidas. Vão aparecer em dias separados, cada um terá 15 minutos para falar e responderão a perguntas do público.

Fazendo anamnese

Dora Kramer no Estadão e no JB faz uma anamnese no PFL. Segundo ela, "o pefelê dá mostras de que não anda a captar aromas agradáveis no ar." E, "como nada na vida é irremediável, não faltarão chances ao pefelê. Desde que consiga desvencilhar-se dos braços do equívoco." (Clique aqui)

Justiça eleitoral na berlinda

Luís Francisco Carvalho Filho em artigo na Folha de S. Paulo de hoje pergunta se "É necessário entregar para um órgão especial do Poder Judiciário, supostamente neutro, o controle das eleições?" Segundo ele, "A guerra jurídica dos "direitos de resposta" é um sinal claro e extemporâneo de paternalismo. Parece eleição de grêmio juvenil. Que os candidatos se triturem no horário gratuito e que a imprensa cumpra seu papel. Ou o eleitor não sabe votar?"

______***_______

Desprecia

O jornal espanhol El País anuncia que "Bush desprecia la oferta de Irak e insite en que la ONU debe actuar".

Inábil

O Correio Braziliense traz ótimo editorial sobre o caso Iraque. Separamos algumas migalhas : "E agora, George W. Bush?(...) É claro que, como inúmeras outras vezes, Saddam pode estar blefando. Mas na crise há outros blefes.(..) Muitos desconfiam que, ao trazer a questão para a arena das Nações Unidas, Bush só estaria querendo dar uma fachada democrática às suas intenções. Sem muita habilidade nesse campo, ele patinou na diplomacia.(..) Ontem, Bush ignorou publicamente a oferta iraquiana. Surdo, cego e mudo ao mundo das leis básicas de convivência humana, o presidente norte-americano segue em rota de colisão com a paz."

Solução diplomática

A Folha de S. Paulo também fala sobre o caso Iraque. "Cabe à comunidade internacional, representada no Conselho de Segurança da ONU, não cair nos blefes dos jogadores e tentar encontrar uma solução diplomática para a crise, que resulte no desarmamento do Iraque preferencialmente sem a necessidade de recorrer à força."

Cartas na mesa

O JB afirma que "Os adversários já fizeram suas apostas no grande jogo do Iraque. As cartas estão na mesa. Tanto Saddam Hussein quanto George Bush se defrontam sem meias medidas. Ambos foram pegos pela palavra e não há mais como como contornar os acontecimentos. Pressionados pela opinião pública internacional, cada um reagiu à sua maneira." (Clique aqui)

______***______

STF

O STF alterou o sistema de cadastramento de andamentos processuais para impedir que informações incorretas sejam registradas e depois corrigidas sem aviso. Agora, uma vez registrado um andamento, ele não poderá ser mais alterado.

Aumento suprimido

Segundo o TST, aumento salarial concedido por equívoco pode ser suprimido. (Clique aqui)

Cláusula nula

Segundo o STJ, cláusula que permite construtora hipotecar imóvel vendido a terceiro é nula. (Clique aqui)

Sem Direito

O TRF da 2ª Região negou o pedido do Bank Boston para recolher a CSLL à alíquota de 8%. A alegação do banco é que a lei que instituiu a alíquota de 18% para instituições financeiras e de 8% para as demais empresas seria inconstitucional por ferir o princípio da isonomia tributária.

Migalhas dos leitores

"Gostaria de fazer uma observação quanto ao título da migalha veiculada nesta edição sobre a impossibilidade de exigência de contribuições assistenciais de trabalhadores não sindicalizados (Migalhas nº 520 – 17/9/02 - Contribuição sindical). A contribuição assistencial difere da contribuição sindical propriamente dita. Em relação a esta última, que inspirou o título da migalha, seu caráter é tributário, podendo ser exigida de todos os trabalhadores, pelos respectivos sindicatos das categorias, independentemente de serem sindicalizados. Já a contribuição assistencial, objeto do conteúdo da migalha veiculada, não poderá ser exigida dos trabalhadores não filiados ao sindicato. Assim, há um descompasso entre o título da migalha e seu conteúdo." Leonardo Resende Alvim Machado – escritório Homero Costa Advogados

Manchete

Ancelmo Góis no Diário de S. Paulo veicula nota dizendo que "A 38° Vara Cível decretou a prisão de Fábio Saboya Salles Júnior, um dos compradores da finada TV Manchete, por ter sido depositário infiel de bens penhorados." Segundo o jornalista, "Um oficial de Justiça estava atrás dele ontem à noite."

Precatórios

Artigo de Antônio Roberto Prates Maia no jornal baiano A tarde. Os precatórios e a efetividade do processo. "Ao ser feita a leitura da Emenda Constitucional 37, constatará o analista que o legislador se omitiu propositadamente em relacionar os valores das dívidas da Fazenda Federal" (Clique aqui)

Bilhões em títulos públicos

O Plano Diretor, aprovado no último dia 23 pela Câmara Municipal de SP, possibilita à Prefeitura da capital paulista arrecadar bilhões de reais com leilões de um tipo de título público ainda não explorado. A previsão inicial de arrecadação é de R$ 1,050 bilhão. O título chama-se Certificado de Potencial Adicional de Construção. São papéis que permitem que as construtoras, em determinadas regiões da cidade, ergam edifícios com altura acima dos limites previstos na Lei de Zoneamento.

Contra a fusão

A fusão entre a CSN e a Corus começa a enfrentar uma resistência política. Os fundos de pensão e investidores institucionais europeus estão sendo pressionados por sindicatos a vetar o negócio. O temor é que sejam fechadas unidades na Europa e transferidas para o Brasil, onde a mão-de-obra é mais barata.

Eternamente

Leia o artigo O fim do amor sem fim... da Desembargadora do TJ/RS, Maria Berenice Dias, feito para o lançamento do site Migalhas. (Clique aqui)

Yom kippur

Artigo de Marcelo Barros n’O Popular. Um Yom Kippur para um mundo novo. (Clique aqui)

_____________***____________________

Migalhas Clipping

The New York Times – EUA

"Bush Left Scrambling to Press Case on Iraq"

Le Monde – Paris

"Bush face au << oui >> de l’Irak"

Corriere Della Sera - Itália

"Bush: Saddam mente, disarmiamolo"

El País – Espanha

"El Gobierno vasco lanza un doble desafío institucional al juez Garzón"

Público - Portugal

"Indústria farmacêutica declara guerra ao governo"

Clarín – Argentina

"Senadores se repusieron un plus de $ 1.200"

O Estado de S. Paulo - São Paulo

"EUA rejeitam compromisso iraquiano"

Jornal do Brasil - Rio de Janeiro

"Lula a um passo da maioria absoluta"

Folha de S. Paulo - São Paulo

"EUA exigem mais pressão sobre Iraque; ONU resiste"

O Globo - Rio de Janeiro

"Lula cresce mais e Serra radicaliza a campanha"

Estado de Minas - Belo Horizonte

"Bush ignora decisão do Iraque"

Correio Braziliense - Brasília

"Márcio Passos ameaça : ‘vou desmascará-los um a um""

Zero Hora - Porto Alegre

"FMI prevê queda de juros no Brasil depois das eleições"

O Popular – Goiânia

"Lula sobe no Ibope e Garotinho passa Ciro"

O Povo – Fortaleza

"Lula sobe e chega a 41%"

Jornal do Commercio - Recife

"Lula perto de vencer no 1º turno. E Serra ataca"

___________ ****_______________

Apoiadores :

  • Amaro, Stuber e Advogados Associados
  • Armelin, Daibes, Aldred, Fagoni, Cunha e Matos Advogados
  • Azevedo, Cesnik, Quintino & Salinas Advogados
  • Boccuzzi Advogados Associados
  • Homero Costa Advogados
  • Lobo & Ibeas Advogados
  • Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques, Advocacia
  • Pereira Martins Advogados Associados
  • Pinheiro Neto Advogados
  • Preto Villa Real Advogados
  • Rayes, Fagundes & Oliveira Ramos Advogados Associados
  • Reale Advogados Associados
  • Silva Telles Advogados - Prof. Goffredo da Silva Telles Junior e Dra. Maria Eugenia Raposo da Silva Telles
  • Saeki Advogados
  • Tess Advogados