Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Migalhas nº 665

Segunda-feira, 26 de abril de 2003 - nº 665 - Fechamento às 7h11.

 

“Big Brother is watching you.”

 

(Irmão Grande está observando você.)

 

Orwell (1903-1950)

 

Hermanos

 

Nicanor Duarte Frutos, de 46 anos, foi eleito ontem presidente do Paraguai, para um mandato de - projetados - cinco anos.

 

Hermanos - II

 

Carlos Menem disputará com o governador da Província de Santa Cruz, Néstor Kirchner, ambos peronistas, o segundo turno das eleições argentinas, a 18 de maio.

 

Inefável Itamar

 

Em carta enviada a Lula, Itamar Franco desistiu de sua indicação para embaixador em Roma. O ex-presidente ficou magoado com a aprovação apertada de seu nome no Senado Federal. Os italianos estão inconsoláveis.

 

Grazie

 

Se Itamar não desistir da desistência, Lula, aparentemente aliviado, deverá indicar o jornalista Márcio Moreira Alves para a vaga. Mas se o presidente quer um conselho da Alta Direção de "Migalhas", insista com Itamar : é melhor vê-lo em Roma que agüentá-lo na capital mineira, muito perto de Brasília.

 

Fog

 

O embaixador José Maurício Bustani irá apresentar suas credenciais à rainha Elizabeth II na quarta-feira, em Londres. Apenas relembrando - foi com voto favorável da Inglaterra que Bustani viu-se afastado da diretoria da Organização para a Proibição de Armas Químicas da ONU.

 

Garotinho, tal como Pelé

 

Garotinho, novo secretário de Segurança do Rio, estreou ontem um programa de rádio semanal, pedindo ajuda aos ouvintes. Nas duas horas do programa "Encontro marcado com Garotinho", da rádio Carioca AM, sempre falando na terceira pessoa, pediu para que a população ajude "Garotinho" nessa empreitada contra o crime.

 

Contra as reformas

 

Em almoço ontem no Rio entre Brizola e Heloísa Helena, foi decidida a realização de um ato nacional de mobilização popular contra a proposta do governo de reforma da Previdência, especialmente contra a cobrança de contribuição dos servidores inativos. Também se cogitou de contestar na Justiça a utilização de recursos públicos na campanha publicitária do governo em favor das mudanças na Previdência Social, que vem sendo veiculada nos meios de comunicação.

 

De saída

 

A senadora Heloísa Helena, segundo Genoíno, terá de sair do partido caso confirme a ameaça de ingressar na Justiça contra a campanha do governo pelas reformas.

 

STF

 

Lula vai enviar ao Senado no dia 5 a lista com os nomes dos escolhidos para ocupar as vagas de três ministros do STF. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, “os novos ministros devem apoiar o controle externo da Justiça.”

  • Pergunta Migalhas : “Lula está policiando a opinião de futuros magistrados do STF ?"
_________________

 

Debate

 

Em debate sobre a forma de escolha dos ministros do STF, na Folha de S. Paulo de sábado, de um lado Carlos Miguel Aidar, do escritório Felsberg, Pedretti, Mannrich e Aidar - Advogados e Consultores Legais sustentava que “a sociedade brasileira quer democratizar o acesso ao Supremo, criando sistemas mais transparentes e participativos, opostos aos atuais, de cunho mais político.”

 

De outro, Ives Gandra da Silva Martins afirmava que “para nomeação dos ministros do STF (...) uma certa flexibilidade de interpretação jurídico-política faz-se necessária; razão pela qual não pode deixar de ter contornos políticos a escolha de juristas de notório saber e de reputação ilibada que integrarão o sodalício".

 

A determinada altura, por certo causando arrepios nos que querem ver uma suprema corte isenta de influências políticas, Ives Gandra chegou a dizer que : “E não é insensato admitir que um governo que receba do povo o voto de confiança para o governar possa também escolher, quando permitido pela Lei Suprema, juristas que melhor interpretem, dentro dos esquadros da Constituição, os objetivos governamentais.”

  • Migalhas pergunta: "E estes ministros devem deixar a Corte quando terminar o mandato do chefe do Executivo que os nomeou?"

__________

 

O Supremo e a cidadania

 

Em brilhante artigo para o site Migalhas, Alfredo Attié Jr., doutor em Filosofia da USP e juiz de Direito em SP, fala sobre a difícil missão de Lula de nomear três ministros, praticamente juntos, para o STF. Segundo o magistrado, o presidente deve pedir apoio à sociedade civil para o ajudá-lo nessa tão importante escolha. Leia o artigo na íntegra, clique aqui.

 

__________

 

Revista Veja

 

A revista Veja desta semana comenta a crítica de Lula ao Judiciário. Veja diz : “O que determina a velocidade da Justiça em grande parte são as leis que regem seu funcionamento, em especial os códigos de processo.”

 

Segundo o hebdomadário, “Foi o que ficou faltando à análise de Lula. A grande responsabilidade de mudar o panorama cabe aos dois poderes poupados pelo presidente nesse discurso. O que ele dirige, o Executivo, e o Legislativo. Deputados e senadores compartilham boa parte da responsabilidade pelo que se passa nos tribunais.”

 

Extinguindo justiças

 

Mas em um ponto Veja também irá provocar polêmica. A revista afirma que “Há setores inteiros que poderiam ser eliminados, como a Justiça Militar, a Justiça Eleitoral e a Justiça do Trabalho. Suas funções poderiam ser absorvidas pela Justiça comum.”

 

__________

 

Controle externo do Judiciário

 

Em artigo hoje no Estadão, o presidente da Anamatra, Hugo de Melo Filho, critica Lula. Para ele, não se trata de negar as mazelas existentes no Judiciário. Se a estrutura do Poder apresenta vícios, por razões estranhas à nossa vontade, não podemos disso nos valer para justificar a falta de ação. Mas também não aceitaremos que sirva de pretexto para a quebra da independência judicial.” (Clique aqui)

 

Propostas e lorotas

 

O senador Magno Malta apresentou semana passada um projeto de Lei que obriga os advogados e criminosos a justificarem seus honorários. "De acordo com nosso projeto, tanto esses profissionais quanto os criminosos vão ter de anexar os recibos aos autos do processo. Caso contrário, incorrerão em penas de um a três anos de reclusão". O autor do projeto acredita ainda que o país precisa ampliar o controle do Judiciário. E diz :

"Os dois matadores dos juízes que foram assassinados em SP e no ES deveriam estar presos, mas estão nas ruas, com habeas corpus comprados."

_____________

_______

 

"PL 3.741"

 

O Projeto Lei 3.741 que altera e revoga dispositivos contábeis da Lei das S/As e introduz novidades que podem afetar diversas sociedades, ainda que não estejam constituídas sob a forma de sociedades por ações, é o assunto de hoje no site Migalhas. Bruno Machado Ferla e Fabio Lowenthal, associados do escritório Pinheiro Neto Advogados, comentam os princípios do projeto que está sendo discutido na Câmara dos Deputados, e afirmam que as alterações propostas devem ser debatidas desde já pela sociedade, antes que sejam tornadas lei. (Clique aqui)

 

Operações de "Swap"

 

Pedro Anan Jr., advogado associado do escritório Amaro, Stuber e Advogados Associados, comenta hoje em artigo nas Migalhas de peso os aspectos tributários das operações de "Swap" para pessoas jurídicas não financeiras. Para saber mais sobre o assunto, clique aqui.

 

Liminar - ISS

 

A ASPI – Associação Paulista de Propriedade Intelectual obteve na última sexta-feira na 9ª vara da Fazenda Pública uma liminar, em MS coletivo, suspendendo a exigibilidade do aumento de ISS, bem como as obrigações acessórias, tais como, a emissão de Notas Fiscais, escrituração e declaração dos serviços, previstas na Lei Municipal nº 13.476/02, beneficiando destarte todos os seus associados.

 

Mutirão

 

A Justiça Federal de todo o País mobilizou-se neste fim de semana em mutirões para diminuir o número de processos acumulados.

 

A pontuação

 

Em artigo, a desembargadora do TJ/RS Maria Berenice Dias comenta a importância de um "ponto e vírgula" no inciso I do art. 1.829 do novo Código Civil. (Clique aqui)

Artigo 1.829 . A sucessão legítima defere-se na ordem seguinte:

 

I - aos descendentes, em concorrência com o cônjuge sobrevivente, salvo se casado este com o falecido no regime da comunhão universal, ou no da separação obrigatória de bens (art. 1640, parágrafo único) ; ou se, no regime da comunhão parcial, o autor da herança não houver deixado bens particulares;

_________________

 

Brasil descontando duplicata

 

O BNDES deverá financiar a exportação de bens, equipamentos e serviços brasileiros para a Venezuela, no valor de US$ 1 bilhão ao longo deste e do próximo ano. Em garantia do pagamento da dívida, a Venezuela oferece seu petróleo. Este foi um dos 25 pontos acertados entre o presidente Lula e Hugo Chávez. Na prática é um empréstimo do Brasil à Venezuela.

 

Brasil executando duplicata

 

O conturbado processo de reestruturação da dívida da americana AES com o BNDES, poderá ter um desfecho na quarta-feira, quando completa 90 dias de atraso o débito de US$ 85 milhões não pagos em janeiro pela empresa. E o resultado pode ser dramático. Como as garantias do empréstimo são as ações ordinárias da Eletropaulo, o BNDES poderá assumir o controle da maior distribuidora da América Latina, que voltaria para o controle do Estado.

 

Nota

 

César Giobbi hoje no Estadão informa que :

“Empresários e juristas de 12 países latino-americanos se reúnem em Punta Del Este, hoje, no Seminário Internacional Sobre Arbitragem, que será aberto por Altamiro Boscoli, do escritório de advocacia Demarest & Almeida, de São Paulo.”

ABAMEC

 

A ABAMEC – Associação Brasileira dos Analistas do Mercado de Capitais, que tem como assessor jurídico o advogado Eduardo Boccuzzi, do escritório Boccuzzi Advogados Associados, decidiu pela mudança do nome da Associação, que passa agora a denominar-se APIMEC – Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais. Tal decisão deve-se à necessidade de adequar-se aos novos tempos de economia globalizada e aos profissionais multidisciplinares que atualmente compõem seus quadros. Veja a nota em que a Associação divulga a alteração do nome. (Clique aqui)

 

Auditando

 

A KPMG Auditores Independentes inaugura nesta semana seu oitavo escritório no Brasil, em Jaraguá do Sul/SC.

_____________

 

Sorteio de obras

Saiu o primeiro ganhador da obra "A Velha Era do Novo – Visão sociopolítica do Brasil" oferecida pelo autor, o jornalista Gaudêncio Torquato. A felizarda é:

  • Thaís Cristina de Vasconcelos Guimarães

Não perca! Você ainda pode concorrer a esse livro recém-lançado, que retrata o cotidiano da Nação, principalmente na última década, e aponta alternativas e soluções para os impasses, sinalizando os caminhos do futuro. Clique aqui, e concorra.

_______

 

Comentarista de peso

 

Estreou sábado na TV Justiça o programa "Filme do Mês". O espaço mensal será dedicado à exibição de filmes que, de alguma forma, tratem de temas relacionados à Justiça. Ao término da exibição, um especialista do Direito comentará o filme e explicará condutas, decisões e possíveis modificações ocorridas ao longo do tempo e as diferenças entre a Justiça brasileira e a Justiça de outro país.

 

Neste sábado, inaugurando o programa, Luis Carlos Moro do escritório Moro e Scalamandré Advocacia S/C, comentou o filme "O Beijo", que conta a história de um operário de tecelagem demitido por ter sido flagrado ao beijar sua colega de serviço durante o expediente. A história, que se passa nos anos 70, originou um processo trabalhista real.

_________

 

Falecimento

 

Foi enterrado ontem no cemitério São Paulo o acadêmico Domingos Carvalho da Silva, falecido em SP na manhã de sábado aos 87 anos. Poeta, membro da Academia Paulista de Letras, deixou dezenas de livros publicados abrangendo poesias, críticas, ensaios, histórias e contos literários.

 

Seminário

 

Floriano de Azevedo Marques Neto, do escritório Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Advocacia, participará no próximo dia 29/4, em Brasília, do seminário promovido conjuntamente pela Ouvidoria-Geral, pela Comissão de Minas e Energia e pela Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias (todas da Câmara dos Deputados) sobre o tema "Agências Reguladoras: Avaliação de Performance e Perspectivas".

__________________________________

_____________________

__________

 

Agenda Migalhas - Cursos e Seminários

 

28/4 a 30/4 - II seminário internacional sobre arbitragem – Punta Del Este – UR, realizado pelo escritório Demarest e Almeida Advogados.

 

28, 30/4 e 5, 7 e 12/5 - A AASP realiza o curso "Direito Desportivo", coordenado por Sérgio Pinheiro Marçal e José Francisco C. Manssur, ambos membros do escritório Pinheiro Neto Advogados. Mais informações 11-3291.9219/20.

 

29/4 – Almoço-palestra “Direito intertemporal e o novo Código Civil” – RJ, na reunião do Rio Legal Committee, presidido pelo Dr. Denis Allan Daniel, do escritório Daniel Advogados. Mais informações 21-2262.5926.

 

29/4Ângela Moraes Rodrigues de Jesus, do escritório Amaro, Stuber e Advogados Associados dará palestra : “Esclareça as Recentes Normas de Fiscalização Trabalhista e Como Atender Corretamente um Fiscal do Trabalho” , às 9h40, no Pestana São Paulo Hotel, Rua Tutóia, 77, SP.

 

29/4 - O prof. Miguel Reale, sócio do escritório Reale Advogados Associados, realiza palestra magna sobre As Inovações do Código Civil, às 19h no Hotel Ca’d’Oro, SP.

 

29/4, 5/5 e 12/5 - Centro de Direito Empresarial – Ibmec/RJ cursos para o primeiro semestre de 2003 – SP.

 

30/4 - O direito dos minoritários na sociedade limitada – SP, realizado pelo FORUM CEBEFI.

 

2/5 - O prof. Luís Roberto Barroso, do escritório Luís Roberto Barroso & Associados participará do Encontro Internacional de Direito Constitucional, em Natal, RN.

 

5 a 7/5 tendo como uma das palestrantes a advogada Maria Cecília Andrade, do escritório Pinheiro Neto, a AASP realiza o curso “Defesa Comercial : Abertura Comercial, GATT/OMC, Dumping, Subsídios e Salvaguardas, Negociações Internacionais”.

 

5/5 a 8/8 - Reflexos do novo Código Civil na advocacia trabalhista, curso ministrado pelo dr. Luís Carlos Moro da Moro e Scalamandré Advogados S/C.

 

6/5 a 24/7 - Luiz Guilherme Migliora, sócio do escritório Veirano Advogados, é o coordenador do curso Direito Empresarial do Trabalho. Informações e inscrições 21-2559.5450.

 

9/5, 20/5, 26/5 e 27/5 - Conferência nacional de gestão de riscos empresariais – RJ e SP, realizado pela Brain Company.

Para obter mais informações sobre os cursos e seminários, clique aqui.

 

________________________

 

Veja as Migalhas dos leitores logo após a relação dos apoiadores de Migalhas, as mais respeitadas bancas do País.

____________

Migalhas Clipping

Veja

"Criatividade – A ferramenta que forjou o mundo pode ajudar você a melhorar de vida"

Época

"Famílias destruídas - A droga provoca desespero e violência dentro de casa. Em SP, pai que matou o filho manteve-se com antidepressivos até morrer, na semana passada. No Rio, mulher viu o marido matar o filho viciado em cocaína."

Istoé

"Ou Garotinho acaba com os bandidos ou os bandidos acbam com Garotinho"

CartaCapital

"Chávez avança, e o Brasil se aproxima - Via BNDES, e suas petroleiras, Lula e Chávez aprofundam as relações políticas e comerciais de Brasil e Venezuela"

The New York Times - EUA

"U.S. Will Move Air Operations to Qatar"

El País

"Menem y Kirchner disputarán la segunda vuelta de las presidenciales argentinas"

Corriere della Sera

"E ora un bell’applauso, anche a chi non se lo merita"

The Guardian - Reino Unido

"£37m bank boss tops pay table"

The Washington Post – EUA

"Baghdad ´Mayor´ Arrested For Interfering, U.S. Says"

Frankenpost - Alemanha

"Bayern am Ziel: «Haben die Liga dominiert»"

Le Figaro - França

"Politique familiale: ce que prépare Raffarin"

Clarín - Argentina

"Menem o Kirchner"

Público – Portugal

"Investir em acções em Portugal é desastroso "

O Estado de S. Paulo - São Paulo

"Sars mata 53 pessoas na Ásia e no Canadá no fim de semana"

Jornal do Brasil - Rio de Janeiro

"Favelas em torno das vias expressas serão ocupadas"

Folha de S. Paulo - São Paulo

"Menem e Kirchner devem ir a 2º turno"

O Globo - Rio de Janeiro

"Polícia vai ocupar favelas próximas de vias expressas"

Estado de Minas - Belo Horizonte

"Reformas - Radicais do PT se unem a Brizola contra Lula"

Correio Braziliense - Brasília

"Lula mantém saneamento sob controle do governo"

Zero Hora - Porto Alegre

"Menem e Kirchner disputarão segundo turno na Argentina"

O Estado do Paraná - Curitiba

"Lula quer fim das divergências e dá opção: ou reforma ou caos"

O Povo - Fortaleza

"Entenda a crise nas UTIs"

________
Apoiadores :
  • Amaro, Stuber e Advogados Associados
  • Armelin, Bueno e Advogados Associados
  • Azevedo, Cesnik, Quintino & Salinas Advogados
  • Boccuzzi Advogados Associados
  • Bottallo e Gennari Advogados
  • Daniel Advogados
  • Demarest e Almeida Advogados
  • De Rosa, Siqueira, Almeida, Mello, Barros Barreto e Advogados Associados
  • De Vivo, Whitaker e Gouveia Gioielli Advogados
  • Dinamarco, Rossi & Lucon Advocacia
  • Felipe Amodeo Advogados Associados
  • Felsberg, Pedretti, Mannrich e Aidar - Advogados e Consultores Legais
  • Goulart Penteado, Iervolino e Lefosse Advogados
  • Homero Costa Advogados
  • Jayme Vita Roso Advogados e Consultores Jurídicos
  • Joyce Roysen Advogados
  • Leite, Tosto e Barros - Advogados Associados
  • Lobo & Ibeas Advogados
  • Lopes da Silva e Guimarães Advogados Associados
  • Luís Roberto Barroso & Associados
  • Magalhães Peixoto - Consultoria Tributária e Advocacia Empresarial
  • Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques, Advocacia
  • Manhães Moreira Advogados Associados
  • Marrey Advogados Associados - Dr. José Adriano Marrey Neto
  • Moro e Scalamandré Advocacia S/C
  • Muylaert e Livingston Advogados
  • O´Dwyer, Oliveira & Leite Advogados Associados - Prof. Edson O´Dwyer
  • Oliveira Neves & Associados
  • Osorio e Maya Ferreira Advogados
  • Pereira Martins Advogados Associados - Prof. Eliezer Pereira Martins
  • Pinheiro Neto Advogados
  • Preto Villa Real Advogados
  • Ráo, Cavalcanti & Pacheco Advogados
  • Rayes, Fagundes & Oliveira Ramos Advogados Associados
  • Reale Advogados Associados - Prof. Miguel Reale e Dr. Miguel Reale Júnior
  • Saeki Advogados
  • Silva Telles Advogados - Prof. Goffredo da Silva Telles Junior e Dra. Maria Eugenia Raposo da Silva Telles
  • Stroeter, Royster e Ohno Advogados (associado a Steel Hector & Davis International)
  • Tess Advogados
  • Thiollier e Advogados
  • Thomazinho, Freddo, Janduci Advogados
  • Trigueiro Fontes Advogados Associados
  • Veirano Advogados
  • Xavier, Bernardes, Bragança - Sociedade de Advogados
______

 

Migalhas dos leitores

 

“Desmoralize o Judiciário, envileça o Congresso, hipertrofie o Executivo, fazendo dele um ícone à la Fidel, à Chaves ou à Sadam. Desarmonize os Poderes. Esta é a receita mais eficiente para florescer Ditaduras. Depois, não adianta chorar o leite derramado. Aliás, por meu gosto, prefiro chamar o Juiz de Excelência (como também o são o Presidente e os congressistas) e isso não me apequena, a bater continência para porteiro de boate, assustado com os botões dourados de sua farda reluzente. Se amanhã o jornal se empastelar, a liberdade acabar, o porão se atulhar, o caldo entornar, vá matraqueiro, vá pedir habeas-corpus para o Bispo...” José Celso de Camargo Sampaio – escritório Demarest e Almeida Advogados

 

"Lembro ao colega Gabriel Matos (Migalhas nº663 – 24/4/03 - Migalhas dos Leitores) que a referência a "migalheiros" é do próprio Migalhas e eu a tomei, mas não é um neologismo, pois existe, desde os primórdios do galaico- português, embora seja hoje de uso restrito ao vetusto e amplo universo dos leitores de Migalhas. Por outro lado, não fui nem sou contra neologismos , mas contra a incorporação de erros, tidos ou não como neologismos, mormente por quem já considere perdida a luta contra os vilipendiadores da "última flor do Lácio a beira-mar (o Fernandinho.. ?) plantada" . Sei que o nobre colega concorda que é de se perdoar o erro por ignorância, mas não por falta de zelo ou mesmo de respeito à cultura. Esta evolui mas não deve se curvar à invasão da "junk culture" . Não é xenofobia nem patriotismo barato, e sim sincero apreço pelo genuíno e puro." Abel Simão Amaro – escritório Amaro, Stuber e Advogados Associados

 

"Resposta ao Sr. Ruy Coppola - Bateu forte o comentário feito pelo Presidente da República sobre a “Caixa Preta” do Poder Judiciário. Comentário como aquele feito pelo Juiz Ruy Coppola bem demonstra que muitos magistrados sentiram o golpe, não por ter sido um golpe abaixo da linha de cintura mas por lhes ter atingido o calcanhar de Aquiles. A carta de Ruy Coppola, a propósito, foge do tema central: o necessário Controle Externo do Poder Judiciário. Sobre o tema, umas poucas frases foram utilizadas, com pouquíssima ou nenhuma objetividade. Nada além do chavão “não confundam controle externo com atividade jurisdicional”, o que, aliás, o próprio Presidente da República reconheceu ao afirmar que não deseja o controle externo para “mudar decisão do juiz” mas para “abrir a caixa preta” (se o Juiz Ruy Coppola não entendeu, pode perguntar ao Ministro Edson Vidigal ou ao Juiz Nicolau dos Santos Neto, eles explicam). Utilizando linguagem vulgar, referindo-se de maneira, no mínimo, deselegante a Ministros de Estado (tratados apenas pelo primeiro nome), a carta é um amontoado de mexericos e de críticas que, com conteúdo ou não, estão abertas ao conhecimento público. Isso significa dizer que todas as críticas feitas pelo douto Magistrado podem ser objeto do controle pela opinião pública e à eventual correção pelas vias institucionais (o Ministério Público ou o cidadão por meio de ações populares, junto ao Poder Judiciário o Tribunal de Contas e o Legislativo), sob pleno conhecimento público. A diferença, Juiz Ruy Coppola, é que o Judiciário é, sim, uma caixa preta, blindada, em relação à qual não há sequer mecanismos que permitam a saudável alternância no poder (exceção feita aos Tribunais Superiores), já que os Juízes escolhem os Juízes que os sucederão, num círculo que pode ser virtuoso, mas pode também ser vicioso. Para lamento da população, esta última é a hipótese que está parecendo prevalecer em muitos tribunais. Em outros, como a caixa é, de fato, preta, não sabemos ainda. A sociedade precisa tomar consciência da necessidade de controle externo do Poder Judiciário e, por essa razão, as palavras do Presidente da República não são palavras de palanque, são palavras de quem, do alto de sua autoridade, pretende acordar aqueles que ainda não se aperceberam da gravidade do problema. Isso, evidentemente, atinge aqueles que preferem fingir que o problema não existe." Luís Justiniano de Arantes Fernandes – escritório Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Advocacia

 

“Senhor presidente : caixa-preta não só do judiciário; talvez do MP - Quando o presidente Lula, disse que tínhamos que abrir a "Caixa-Preta do Judiciário", houve muito repúdio à declaração. Juízes se insurgiram contra uma vigilância externa que, sem dúvida apesar dos muitos sérios profissionais que nele atuam, deve ser apenas um dos segmentos para os quais, a sugestão do presidente deve ser levada a sério e posta em prática. Talvez o repúdio à declaração seja uma reação de defesa dos agora acuados e até então intocáveis, profissionais da Justiça. E pior ainda, talvez o presidente tenha ameaçado furar um cupinzeiro que apesar da resistência, precisa ser removido para evitar que os direitos aguardados por muitos, continuem sendo roídos e corroídos. Talvez outro desses cupinzeiros seja o MP onde muitos processos param de caminhar. Será que essa morosidade não é apenas uma fantasia da palavra "interesse" ? Para ilustrar melhor ou mesmo para esclarecer, podemos citar o caso das Fazendas Reunidas Boi Gordo. Com milhares de investidores em todo o Brasil. A Boi Gordo pediu o que se chamou estrategicamente de "Concordata Preventiva", em 15/10/01, alegando não ter mais como saldar seus débitos perante os investidores. O que na verdade se mostrou uma atitude premeditada, ficou ainda mais escandaloso com a conivência da Justiça. Com o passar do tempo, vai ficando mais e mais clara a má intenção dos diretores do grupo Boi Gordo e de seu presidente Paulo Roberto de Andrade. Além de se esquivarem de todo e qualquer contato com investidores, advogados e imprensa, continuam se esquivando de seus próprios compromissos. No início do processo de concordata, o senhor Paulo Roberto de Andrade, havia se comprometido pessoalmente em deixar que peritos de uma das associações de investidores - Associação XV de Outubro dos Credores da Boi Gordo - auditassem a mesma e verificassem a situação do grupo para constatar o que houve de fato. Misteriosamente depois disso, o senhor Paulo Roberto de Andrade e todos os diretores do grupo "evaporaram". Será que a justiça é cega ou eles foram para algum outro planeta ? Devendo centenas de milhões aos investidores, a Boi Gordo deveria ter depositado 40% dos vencimentos até um ano da concordata ou seja, 15/10/02. Caso contrário, estaria configurada a quebra do Grupo e os bens do senhor Paulo Roberto e de seus diretores, teriam que ser inventariados e utilizados para saldar pelo menos parte dos débitos dos credores. Enquanto o grupo Boi Gordo vem usando da técnica de ganhar tempo, o patrimônio vem sendo dilapidado para que nada ou pouco reste. Ora, se os investidores sabem disso, a Justiça e o MP não sabem ? Seria muito humilhante, não ? Ou sabem e fazem que não sabem, o que seria pior ainda ? Recentemente houve uma audiência em Brasília. Advogados de associações, deputados e outros lesados pela Boi Gordo, se reuniram na busca de uma saída. Fica os parabéns ao senhor Paulo Roberto de Andrade, que mostra a fragilidade, a conivência e a subordinação da nossa Justiça ! Obrigado por tornar ainda mais clara, coerente e convincente, a declaração de Lula. Quem sabe um dia, o senhor cujos interesses nem a Justiça consegue deter, se torne um de nossos "Ronald Bigs". Num país realmente tão carente de ídolos, talvez o indigitado “empresário” supra essa nossa carência. Ou, seja até mesmo um de nossos próximos presidentes e continue a evitar que todas as "Caixas-Pretas" sejam de fato abertas.” Oscar Pefilho, jornalista, credor e cidadão brasileiro

_________

Indique amigos