Artigo - Segundo ato de uma perigosa e estapafúrdia eleição direta para órgãos diretivos dos Tribunais

28/8/2015
Jussara Othony

"Bem se vê que trata-se de texto elaborado com genuína opiniâo de militante da advocacia (Migalhas 3.688 - 27/8/15 - "PEC 15/12" - clique aqui). Nunca magistrado foi, pois se já tivesse sido, veria que a política de cartel sempre norteou e conduziu toda e qualquer atividade jurisdicional e judicante. E jamais existirá 'cabismo eleitoral interno' para eleiçâo de mesa Diretora. Hoje, as promoções e medidas protetivas sao reservadas aos apadrinhados e protegidos. Talvez este quadro mudará. É preciso evoluir, meu caro. Chega de cabresto e protecionismo com grave prejuízo de iguais, dentro do Judiciário. Não devemos temer medidas de Justiça, destinadas a preservação de direitos de iguais. Esta emenda já vem tarde. Que Deus abêncoe os juízes de base."

Envie sua Migalha