Medo de polícia

15/9/2015
Francisco Augusto Ramos

"É oportuno destacar que, policiais que agem como procederam os implicados no caso do trucidamento de pessoas em São Paulo, de fato não são policiais, mas, sim, bandidos fardados. Já está passando da hora do Ministério Público empreender uma campanha para parar viaturas que estão sendo usadas em serviço para verificar a existência de armas (não pertencentes à corporação) e tóxico, posto que é público e notório, a independer até mesmo de provas, que tais bandidos guardam tais coisas nas viaturas em que são transportados, para abusarem do dever de polícia (poder de polícia só existe em ditadura, pois é quando a polícia está no poder) e forjarem álibis na tentativa de não serem responsabilizados pelos crimes que cometem."

Envie sua Migalha