Exame de Ordem

28/11/2018
Arnaldo Estevão Ribeiro

"Infelizmente vivemos em um país onde tudo se move em volta de valores materiais; o exame de Ordem não é inconstitucional, inconstitucional é a obrigatoriedade à realização do mesmo (Migalhas 4.489 – 27/11/18 – "Defesa do exame de Ordem" – clique aqui). Diga-se de passagem, este instrumento não qualifica o profissional, fosse assim, não existiria advogados ou advogadas habilitados sem o mínimo de conhecimento jurídico, mal sabem redigirem uma peça petitória, digo isso com propriedade, pois trabalho em meio desses 'profissionais', e é isso que vejo diariamente. O exame de Ordem não passa de uma oportunidade de enriquecimento ilícito (inconstitucional) para as instituições e associações de 'advogados'. Precisamos dar um basta nesta incoerência, o Brasil acordou, estamos todos juntos com o presidente eleito. Fim do exame de Ordem, fim da mamata."

Envie sua Migalha